Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Cristina de Pizan - MANOEL DIAS DA FONSECA NETO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR

O poder de poetas e pensadores,
Concentrado em brutal misoginia,
Foi contestado, com rara ousadia,
Por Cristina, seus dotes e pendores.

Do feminismo fez-se precursora
Ao firmar-se intelectual competente,
Rompendo o paradigma prevalente
Da mulher submissa e sedutora.

No seu livro "Cidade das Mulheres"
Com a Razão, o Direito e a Justiça
Abriga seus saberes e prazeres.

Fez da literatura um instrumento
Contra a infâmia, o insulto, a injustiça
E do amor feminino um sacramento.

EM - BENDITAS & GUERREIRAS - MANOEL DIAS DA FONSECA NETO - EXPRESSÃO GRÁFICA E EDITORA LDA

E agora, Maria? - CLAUDETE ROSENO DE CASTRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Ecos do Nordeste neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Estás sem José, estás sem homem, estás sem nome, estás com fome! Come, Maria!

És invisível? Como, Maria?
Se sois carne. Não escárnio nem de corvo nem de corno.

Comer-te? Não, Maria!
Socar-te? Também não. Sois carne!
Não, ex-carne. Não, ex-gente. És gente!
És carne de gente.
Não sois? Pois, quem sois? O que sois?

Carne de sol, carne de jabá, carne de primeira, carne de terceira, carne moída, carne fedida, carne fodida, carne gorda, carne magra, carne com osso, carne de pescoço, carne sem osso, carne com “gela”, carne gelada, carne congelada, carne morta, carne viva, carne com vida, carne sem vida, carne a cem, a dez...

É tua carne que convida? Não, Maria!
É tua fome.
Mas carne de fêmea é comida.
De galinha, perua à vaca! A vaca é louca!
A carne de fêmea é extorquida.
Medida, ofendida, vendida!
“-A carne é fraca.”


EM - ECOS DO NORDESTE - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Uma imagem - MARIA ANTONIETA OLIVEIRA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Uma imagem
E tu regressas nesse passado distante
Uma imagem
E meu coração estremece de emoção
Uma imagem
E sinto os teus lábios num beijo apaixonado
Uma imagem
E volto a ser menina adolescente
Uma imagem
E fui feliz contigo, amor.

EM - OS SONS DO SILÊNCIO - MARIA ANTONIETA OLIVEIRA - IN-FINITA

Brasil - ELIANE POTIGUARA

Livro gentilmente cedido por Adriana Mayrinck

Que faço com a minha cara de índia?

E meus cabelos,
E minhas rugas,
E minha história,
E meus segredos?

Que faço com a minha cara de índia?

E meus espíritos,
E minha força,
E meu Tupã,
E meus círculos?

Que faço com a minha cara de índia?

E meu Toré,
E meu sagrado,
E meus "cabôcos",
E minha Terra?

Que faço com a minha cara de índia?
E meu sangue,
E minha consciência,
E minha luta,
E nossos filhos?

Brasil, o que faço com a minha cara de índia?

Não sou violência
Ou estupro
Eu sou história
Eu sou cunhã
Barriga brasileira
Ventre sagrado
Povo brasileiro.

Ventre que gerou
O povo brasileiro
Hoje está só...
A barriga da mãe fecunda
E os cânticos que outrora cantavam
Hoje são gritos de guerra
Contra o massacre imundo.


EM - ELAS E AS LETRAS - ANTOLOGIA - EDIÇÃO DE AUTOR

O bordado - LARA SALGUEIRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam da autora e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Entrelaçando as memórias
Da beleza da vida
Mil e uma histórias
De uma paixão mal entendida

Linha verdade
Ponto mentira
Rainha bondade
Agulha suspira

Tecido rasgado
Sequência perdida
Tempo molhado
Uma longa descida

EM - TANTO E NADA - LARA SALGUEIRO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

domingo, 30 de dezembro de 2018

Pedinte - FRANCISCO SILVA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam do autor e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Sento-me naquela movimentada esquina
Cruzo as pernas e faço cara triste
Tiro o copo da sacola com a mão cretina
Estico o braço em riste

Pouco a pouco as moedas vão caindo
A minha alma vai sorrindo
Todos os dias os mesmos rituais
E os benfeitores... esses são os habituais

Também sou roubado, insultado e pontapeado
Por gandulos e chulos sem coração
Às vezes pela miudagem que não dá opção
Roubam, fogem e como correm, meu irmão!

Mesmo assim nada me abala a pedir
Se assim não for não mato os vícios
Ah, mas eu peço sem mentir
Ao contrário dalguns estropícios

EM - RIMAS AO RELENTO - FRANCISCO SILVA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Nísia Floresta Augusta Brasileira - CLAUDETE ROSENO DE CASTRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Ecos do Nordeste neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Quem é essa menina traquina e letrada
Casada e separada aos dez?
Por que o coronel a queria aos seus pés.
Quem é essa FLORESTA de gritos nos livros
e nos artigos, sussurros
pelas mulheres, índios e negros.
Humilhados, taciturnos.
Quem é essa AUGUSTA, magnífica, majestosa, venerável e solene?
Onde estão seus livros de onde nasce, para as mulheres, a educação?
Onde estão os seus antepassados? Perdidos no medo da perseguição.
Diante de tantos feitos, fatos e atos históricos, heroicos... onde estão seus artefatos?
Qual é a consolação?
Meninas traquinas e letradas, conheçam essa BRASILEIRA potiguar!
NÍSIA não era pobre. Poderia viver no conforto do não confronto. Ser do lar.

Mas foi educadora, poetisa e escritora cujas denúncias e renúncias, hoje permitem a mulher estudar.

EM - ECOS DO NORDESTE - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Beijo - SUSANA PIRES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam mais da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link


Deixei meu beijo
Preso no céu
Nas palavras que não disse
No desejo que fez tremer a última
Mensagem
Explícita em meus lábios
No rasgado da tua camisa branca

Atrevimento imaginário
Quando o céu se escondeu
Ao recordar
Teu olhar

Deixei-o tão disfarçado
Que à noite
Quem olhava socorrendo à fantasia
Era estrela que via

E não beijo

EM - MAR INTERIOR - SUSANA PIRES - IN-FINITA


Irradiar mais vida - ARLINDO ANDRADE

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Se a vida é feita de escolhas
E a liberdade a forma de escolher,
Eu quero deitar-me ao vento,
E cantar a alegria
Com beijos, abraços
E palavras de vida.
Se uns partem para a aventura
E outros preferem a solidão do deserto,
Eu quero cantar a vida com gratidão
Recuso o choro da desilusão
E o tempo perdido das lamentações.
Quero dar tempo ao amor
Para que cresça e contagie
Se por amor
Vêem as lágrimas sinceras
E gemidos sentidos
Este amor grato e sofrido
E fecundo!
Irradio mais vida
Por onde passo.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Universo - PEDRO CALDEIRA SANTOS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR

A máquina onde escrevo
Flui
Tal como rodam os astros no universo

Todas as peças ocupam o seu lugar
Até romperam os pensamentos
Tal qual meteoritos
Rasgando-se em luz

E as letras vão surgindo
A vertiginosa velocidade
Perturbando a harmonia do espaço
Explodindo em pequenos pedaços de poesia.

EM - LAVA - PEDRO CALDEIRA SANTOS - MP EDITORA

sábado, 29 de dezembro de 2018

Epitáfio - FELIPE CATTAPAN

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR

O único cárcere
                      é partir
Não nascemos para ser livres
               mas para ser vir

EM - DENSIDADES CÍCLICAS - FELIPE CATTAPAN - HELVETIA EDIÇÕES

Despedida visceral - CLAUDETE ROSENO DE CASTRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Ecos do Nordeste neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Pensar em você me remete às minhas filhas, pois, quando mais precisei, você as manteve seguras. Desculpe-me se nunca te agradeci o poder que me ajudaste a experimentar: o de gerar uma vida. Foram tempos truculentos. E quando eu as ninava em minha barriga para lhes transmitir um pouco de calma, confesso que não dialoguei com você como o bom abrigo que você foi. E ainda assim, diante do meu choro e da minha solidão taquicárdica, você silenciosamente cumpria sua função mais nobre sem nunca me ameaçar. Talvez por isto queiras partir...

Eu devia ter ao menos agradecido a Deus por te ter. Em vez disso, te imputei uma parte da culpa que eu sentia, por sua vitalidade.
Hoje, nossa relação é de dor e sangria.
E agora, essas "presenças" não bem-vindas... Nunca saberemos se são fruto de meus pensamentos e sentimentos que eu não consegui cuidar. Assim, sorrateiras, elas te atingiram. Então, nossa relação chegou ao seu limite.
Porém, gratidão é o que devemos emanar nesta ruptura. Você se sacrificará, para me deixar viver melhor e eu buscarei manter em mim, o melhor de você nos meus gritos de mãe-loba. Você será a fonte geradora, inspiradora e transformadora que me moveu e me moverá para sempre!
Adeus, meu querido útero.


EM - ECOS DO NORDESTE - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Poeta - PEDRO CALDEIRA SANTOS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR

Confesso
Gostava de ser poeta
Brincar com as letras
Com a métrica
Soltar rimas e transformar-me em poesia.

Não tenho esse "dom";

Fico-me pela escrita
De sentimentos
Com a frustração
De nunca chegar
A conseguir ser nenhum dos que admiro
Mas com a coragem
De aqui registar
Simplesmente o que sinto

EM - ERUPÇÕES - PEDRO CALDEIRA SANTOS - MP EDITORA

Bela vista - ARLINDO ANDRADE

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Bela vista
Que me fascina
Quando vejo,
De longe,
A cidade da Praia
Luzes que reluzem
E encantam.
Pressinto
A calmaria que vem
Do mar
E o bem-estar
Que no ar
Paira
E me envolve
Fazendo a minha imaginação
Fluir
E aviva o eternizar-se
De uma felicidade que se quer,
Anseia e se deseja.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Deixa-me olhar-te assim - ISABEL BASTOS NUNES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam mais da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Deixa-me olhar-te assim
Olhar quieta e mansa,
Deixa que as minhas mãos te toquem
Que os meus lábios te beijem,
E que os meus braços te abracem.
Deixa que a minha mão repouse
Onde o teu corpo acaba, e o meu principia.
O amar sem ti é o nada,
O nada, é não te amar,
E o não te amar é não viver.
Nada se repete na imagem do tempo,
E o tempo sem ti, não existe.
Deixa-me olhar-te assim parada
Porque cada madrugada contigo
É renascer.

EM - À PROCURA DE MIM - ISABEL BASTOS NUNES - IN-FINITA

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Tempo - RUTE FERREIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam da autora e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Partimos o caminho
Reconstruindo uma alma...
Salta a saudade!
Fria pelo tempo que não pára.
As folhas caem felizes...
Sem espera.

EM - OUTONO DE MIM - RUTE FERREIRA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Sou - CLAUDETE ROSENO DE CASTRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Ecos do Nordeste neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Uma busca em permanente construção         

Algo interminável em aberta evolução.
Talvez para nunca chegar ao fim.
Se é que existe o fim...
Atento-me mais aos fins.
Ou seja, tenho olhos nos propósitos.
Tudo, todos e todas que me chegam me causam ruído de barulho ou de silêncio.
A inquietude não é surda. Ela muda.
Quanto ao fim relacionado à conclusão, transeuntes da minha jornada não me finalizam, mas me dão acabamento...
Alteram as minhas arestas suavizando umas, criando outras.
E, assim, bons ou maus continuarão refletidos em meu ser como produto... aprendizados.
Portanto, não me poupo de mudar nem de acrescê-los à minha lista de “obrigados”


EM - ECOS DO NORDESTE - ANTOLOGIA - IN-FINITA

O tempo - GABRIELA CAMPOS DE SOUZA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA

É madrugada... Amanheceu!
No passar das horas
O tempo foi dado
O relógio bateu
Para cada amanhecer
Em sua posição... Rumo ao apogeu
Use-o... Curta-o...
E neste deleite aproveite!
Abuse... mas não se esqueça.
Passa rápido
Vai-se embora.
Não volta... Não tem hora...
O tempo se esvai...
O tempo se foi!

EM - ESSÊNCIAS D'ALMA - GABRIELA CAMPOS DE SOUZA - EDITORA KELPS

Fogo no meu céu - ANTHONY JUSZCZAK PORTES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Ela me contou dos seus pecados
como quem volta do oceano limpa dos medos
eu ainda queimo nesta terra
feito enxofre recém-expulso do inferno.
Estamos em constante fusão
tuas mãos presas as minhas
nossos corpos que nunca se encontram
as bocas que bendizem profecias alcoolizadas
nas madrugas
e sonham com o dia que o meu fogo cortará o céu,
incendiará todo seu corpo com a vontade divina
de encontrar a perfeição
e te transformará em algo além de palavras, suspiros
e imaginação.
O caos da centelha que queima minha pele
te marca em meu peito, transgride a alma.
Ainda ilumina teus passos para fora desta tua inquietação,
e quando encontrar a mim, com a ofegante respiração,
acalmará feito chuva de verão em asfalto quente.
Seremos então.
desejo e paixão, ansiedade e emoção.
Dois em perfeito equilíbrio, estado puro do amor.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Beijo-te as manhãs - SUSANA NUNES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam mais da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link


Beijo-te as manhãs
logo que ouço o som desperto
do primeiro apito do comboio
logo que o castanho dos meus olhos
se faz a deslizar-se em viagens
e o destino cruzado delas
bate à porta do teu acordar.
Depois...
... é só dizer-te bom dia no vento
e a janela obediente abre de par em par
aos encontros dos nossos beijos e acenos.
Vem buscar em mim o tempo da relva
e o vermelho salpicado de preto
no trilho das joaninhas
como que vestidas de chita
com bandoletes na cabeça.
Vem buscar em mim
as sapatilhas violeta
que atavam à perna com fitas
vamos os dois assim
sentir o fresco da terra...
Depois...
deitamo-nos ao lado delas
num olhar vertical para cima
... o Sol que estás a ver é meu
... o Sol que eu estou a ver é teu
e tudo o que vemos em redor
... é Primavera!

EM - NA PELE DA PALAVRA - SUSANA NUNES - IN-FINITA

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Pai - LARA SALGUEIRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam mais da autora e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Pai, és engraçado
E adoras frango assado
És o melhor pai do mundo
Mesmo no fundo, no fundo

És um ótimo jogador
Sabes rir, cozinhar, construir
Bem, sabes dar-me amor
E ressonas a dormir

És um grande herói
Ajudas-me quando faço um dói-dói
És muito importante para mim
Sim, sim, sim, sim!

EM - SER AMIGO NÃO É DIFÍCIL - LARA SALGUEIRO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

O Belo do Sertão - CARMEN LÚCIA DE QUEIROZ PIRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Ecos do Nordeste neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Mandacaru,

Exuberante planta
Do meu Sertão
Teu nome vem dos
Nativos: Tupi Guarani

De pura beleza
Expressas a estiagem
Alimentas
Animais famintos
Sol a sol

Vejo-te assim
Prestimosa
Verticalizada para o céu
Divina, colorida
E graciosa

Tu és para mim
Um cacto milagroso,
De rara beleza
Onde em meio a espinhos
Encantas... Com a flor da nobreza!


EM - ECOS DO NORDESTE - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Maria e o Cristo ressurgente - MANOEL DIAS DA FONSECA NETO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR

No domingo, após seu sepultamento,
Madalena, no túmulo de Jesus,
Em profunda tristeza e desalento
Sente o vazio, sem Cristo, sua luz.

Em transe místico vê a revelação
Do Cristo ressurreto resplendente.
- Por que choras, mulher, diz sorridente.
- Mestre, responde em lágrima de emoção.

- Não te detenhas, vai ter com os irmãos.
E Madalena que, então, sofria,
Em choro convulsivo de alegria,
Revela a todos a ressurreição.

Se fez, de Cristo, a nova mensageira,
E funda, com os irmãos, o cristianismo.
Seus preceitos de amor e misticismo
São prenúncios de vida verdadeira.

Visionária de um mundo diferente,
De uma vida amorosa e fraterna,
Se todos cumprissem, aqui na terra,
A doutrina do Cristo ressurgente.

EM - MADALENA E O SAGRADO FEMININO - MANOEL DIAS DA FONSECA NETO - EXPRESSÃO GRÁFICA E EDITORA LDA

Nosso sertão - ANITA SANTANA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

A tarde vai se findando
Entre cores e dissabores
Ao som dos rumores
A esperança vai levando

Foram muitas as labutas
Até chegar o entardecer
De onde desponta o escurecer
Que adormece as lutas

Não foi fácil o dia
Nem foi de tristeza
Diante de tanta beleza
Ficamos imersos na calmaria!!

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

O poeta maldito - ALVARO GIESTA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Obscuro por dentro, tão obscuro que me sinto
coagulado. Gela-se-me o sangue,
freme meu corpo todo e em fúria cresço,
como a velocidade aumenta pela gravidade.
Foge-me o tempo que se esfuma, breve...
o território de mim está devastado, na pavorosa
descida da idade. Exalta-se-me, algures, inquieta
uma ânsia incontida por escrever,
– e escrevo compulsivamente.
Como se para minha alma insatisfeita
esta fome inquieta da palavra, fosse a cura
que persigo diariamente,
tal ácido que ao dependente, dia a dia, faz viver.
Há forças no dentro de mim escondidas,
que nem sequer eu sei confessar. Nascem-me
da sombra e na sombra reverdecem
como a avenca em canto escuro, que no húmido
escondido do sol, consegue viver e medrar.

EM - O SERENO FLUIR DAS COISAS - ALVARO GIESTA - IN-FINITA

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

A besta - MARIA JOÃO CANTINHO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

De que tempo somos, agora
que a tempestade sopra de novo
e ao céu sobe este monte de ruínas
devastação anoitecendo o mundo

tenta  lembrar-te de que lado
veio um dia o alerta, de que armário
saiu este cortejo de sombras
onde se gravou o que a história
deixou escapar, nas malhas do mito

para de novo retornar
a besta silenciosa, a que vigia
sem que as pálpebras lhe desçam
uma única vez. Silente

talvez estivéssemos nós, os do Sul,
embriagados pela torpeza do metal
e por isso ela moveu-se devagar

como se fosse cinza na minha memória

EM - DO ÍNFIMO - MARIA JOÃO CANTINHO - EDITORA PENALUX

Um rio no meio do meu Recife - CARMEN LÚCIA DE QUEIROZ PIRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Ecos do Nordeste neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Esse é o meu espelho

Nele me vejo
Ora feia, ora bela
Num contraponto

Nesse rio
Que corre manso
casarios
nele se refletem

O sol
Majestoso se deita
A lua tímida
anoitece

Meu Recife
Das ruas sentimentais:
Da Saudade, Da Aurora
Da Alegria, Da Hora

Eis-me aqui,
Querido rio
A esperar a toda hora
Refletido no teu leito

Minha paz,
Minha alegria,
A saudade que me invade
No surgir da nova aurora!

EM - ECOS DO NORDESTE - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Dá-me outro beijo - MARIA ANTONIETA OLIVEIRA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Saudades d’aquele outro beijo
Mais um para confirmar
Aquilo que já sabias
“mais um para saber se gostaste”.
Como gosto dos teus beijos, meu amor
Sabes, foste tu que me ensinaste a beijar
São os teus beijos que me acompanham
Desde aquele primeiro beijo
Entre ameias seculares.
Queres saber se gostei?!
Dá-me outro beijo, amor.

EM - OS SONS DO SILÊNCIO - MARIA ANTONIETA OLIVEIRA - IN-FINITA

Depois do dia - ANITA SANTANA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

A cada passo
Em noites ornamentadas
De pontos luzentes
Se morre lentamente
São caminhos abissais
Esquinas de surpresas

A noite... com seus pesadelos!!

São calçadas-moradas
De corpos (dor)mentes
São pedintes de um olhar.
Pedaços de lençol-pardo
Recobrem o ser macerado
Friamente esquecido.

A noite... com seus tormentos!!

Olhos taciturnos
       Gritam
              Gemem
                      Suspiram
                                 Calam!!!

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Aproximação ao coração de deus - VERGÍLIO DE SENA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam mais do autor e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Nada se encontra mais próximo
do infinito coração de deus
do que um poema.

Pois o coração de deus
é toda a infinidade dos homens
para quem escreve o poeta.

EM - O HOMEM É O HOMEM DO HOMEM - VERGÍLIO DE SENA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Voa - MARIA SALVADOR

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam da autora e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Voa
na asa de uma gaivota
e bebe a luz
até seres luz também

EM - DA MINHA JANELA/FROM MY WINDOW - MARIA SALVADOR - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Dia inesquecível - CARLOS SAMPAIO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Ecos do Nordeste neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Não sei como vou contar

Mas, sei que vou lhe dizer
Este dia de hoje
É difícil de esquecer
Foi a primeira vez
que nosso amor se encontrou
Amei você inteirinha
De corpo e alma talvez
Você também me amou
E se tornou toda minha.


EM - ECOS DO NORDESTE - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Amor - SUSANA PIRES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam mais da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Tenho-te no sol

o pensamento rompe
as curvas do meu corpo

Ainda em mim a noite nos
lençóis de linho
amarrotando afinidades

Batom
recolhendo segredos
sei que falaremos de tudo
Nos estendais perto dos olhares

mas não quero

prefiro levar-te
para o mar

Nas colinas deslizam
meus gestos
rugosas almas
anunciando o verão

Deito a minha cabeça
em teu respirar
que a brisa suave
desnuda

beijo-te

- fujo do tempo -

Em tua melodia
meu vestido já desliza
nos barcos da nossa

- loucura -

Ruelas do nosso interior
vida que começa
sempre começa
Fantasia de te trazer
na caixa do violino
estórias de viagens
inauguradas por ti

Entre os teus ombros
Meu Amor

                                  Voam meus dedos...

EM - MAR INTERIOR - SUSANA PIRES - IN-FINITA