Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Nada havia por vós...* - PEDRO GARCEZ PACHECO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam do autor neste link
Saibam do livro neste link
Conheçam a editora no link

Nada havia por vós
só tamanho acaso
rezáveis
por novo Norte
eis senão quando
já sorria a morte
à frente
encontrasteis ao mundo a sorte.

EM - PARTITURAS DE UMA NAU - PEDRO GARCEZ PACHECO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Felicidade - HONORÉ DUCASSE

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

A felicidade é um acorde musical
Na pauta da vida
É um punhado de areia esvaída
Em dedos cerrados
É aquele instante entre o dia e a noite
É um piscar de olhos flamejantes
Na cegueira da vida
É amar o instante pelo sempre
É existir para viver

EM - INTRANQUILA QUIETUDE - HONORÉ DUCASSE - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

No livro da tua vida - CARLOS PAIVA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

No livro da tua vida
encontro páginas de luz,
com um brilho que me seduz.
E outras, salpicadas de sombras,
num contraste que fica aquém
do esplendoroso sorriso de alguém
que tem o condão
de rir do próprio riso.
Mesmo que seja preciso
corar pelo destino.
E algo me diz
que me vou sentir sempre feliz
por contigo me ter cruzado.
E, pensando em ti, vou sorrir,
mesmo que venha a descobrir
que sou apenas uma sombra
no livro da tua vida.

EM - TANTO MAR - CARLOS PAIVA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Margarida flor - NUNO SILVA CAEIRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Uma singela flor Margarida
Para uma única Margarida flor.
Para essa trigueira mais linda
Nos seus lindos cabelos pôr.

Esta flor é um símbolo de amor
Que dos teus lindos olhos colhi.
Tal amor me causará muita dor
Se não for correspondido por ti.

Esta flor por si só, não vale nada,
Mas por ti acompanhada sua beleza
Ficará ainda muito mais realçada.

Este simples gesto será em vão?
Disso não posso ter eu a certeza
Como resposta, não queria um não.

EM - ELECTRÕES DE UM ÁTOMO - NUNO SILVA CAEIRO - CHIADO EDITORA

O abismo - FREDERICO SPENCER

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR
Podem conhecer o autor neste link

Existe esse abismo
mergulho, nestes espelhos
em mim repartidos
no aço e cristal
os caminhos, do coração
à deriva, solar
no mais distante oceano
existe algo, alguém – abismos
na incerteza das marés
este sempre:
fundo dos espelhos
no coração, que teima
a superfície.

EM - ABRIL SITIADO - FREDERICO SPENCER - EDIÇÕES BAGAÇO

Diz-me* - SUPINO LATINO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Diz-me, J, se sabes quem eu sou.
Se queres saber.
Se te recolhes no universo mais animado de quem é jovem.
Diz-me, J, se leste o que escrevi e não criei.
Se leste o que deixei sem endereço e, portanto, para ti.
Se te toco, J, é apenas ao longe,
Noutra terra,
Com um sonho que é filho de qualquer hora.
Os anos passam, J.
Como pude acreditar que o início começou comigo?

EM - NO COMEÇO DA NOVA TRAVESSIA - SUPINO LATINO - CHIADO EDITORA

domingo, 29 de outubro de 2017

O tempo que passou - MANUEL FAVITA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Da vida, a Primavera já passou
E o Verão que tão breve vi passar,
Tão breve que passou sem eu notar
O tempo que o meu tempo encurtou.

Sigo o meu caminhar mantendo eterno
O querer cumprir sempre mais um sonho,
Prossigo atravessando o meu Outono
Já pressentindo o frio do Inverno.

E o que ficou da vida que vivi?
Foi tudo o que alcancei e o que perdi,
Mais o que não passou de vaga esperança.

Recordações que guardo em pensamento
Algumas muito longe estão no tempo,
Mas todas muito perto na lembrança.

EM - A GRANDEZA DA MÃE - MANUEL FAVITA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Sou um estilhaço de estrela...* - BÁRBARA LIA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam sobre a autora neste link

Sou um estilhaço de estrela
Que passou uma temporada
Plantando rosas no inferno
Sou uma menina cega e muda
Que viveu no Luanar de Pompeia
Sou uma guerreira destroçada
Que desaba aos pés da deusa
A ela entrega a rosa impossível

E murmura: eu a colhi!

EM - FORASTEIRA - BÁRBARA LIA - VIDRÁGUAS

Querida poesia - ANTÓNIO MANUEL ESTEVES HENRIQUES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Poesia, que preenches minha alma inquieta
Poesia, que extravasas, de dentro de mim
Cantando-te, minha dor se acalma e aquieta
Neste doce encanto, por tanto te amar assim

És meu farol, minha luz na bruma fria
Guiando-me no meio do denso nevoeiro
Sem te ter dentro de mim, querida poesia
Sou flor seca, sem ter cor e sem ter cheiro

Naquelas noites frias, na mais dura solidão
A ti recorro, te chamo, estendendo minha mão
Tu vens ao meu encontro, sorrindo para mim

Alegra-se minha alma, inflama-se a paixão
Contigo em mim, em plena comunhão
Sinto então que, nosso amor, nunca terá fim

EM - PEDAÇOS DE MIM, O POETA E A VIDA - ANTÓNIO MANUEL ESTEVES HENRIQUES - CHIADO EDITORA

sábado, 28 de outubro de 2017

Tarde - LENILDE FREITAS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam sobre a autora e o livro neste link

Oriunda de uma tarde antiga,
eis que esta tarde já nasce cinzenta.
Transita em mim, no entanto,
na tarde que nasce, uma essência
de planta que se consagra ao vento
ou de pássaro que faculta seu canto
ao prato lento de toda e qualquer
tarde antiga e cinzenta.
Vez que este mesmo pássaro
É todo canção que se reinventa.

EM - A CORÇA NO CAMPO - LENILDE FREITAS - EDIÇÃO DE AUTOR

XXVI - CIDA PEDROSA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora neste link

No escuro faço morada
Do avesso faço o rumo
A morte é norte e é prumo
Com sua seta apontada
Rota ao destino, traçada
Na faca. Gume afiado
Cortando o céu estrelado
Espero a fria intrusa
Perco em luz – minha recusa
Nego ao dia, a noite invado

Mote de Jorge Filó

EM - CLARANÃ - CIDA PEDROSA - CONFRARIA DO VENTO

Três faces - ANA MARQUES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Tu não és tu. És tu e outro.
Quando estás só és tu contigo.
Comigo és tu e eu.
Tu és esses todos,
partes que te pertencem.
Cada olhar lança a luz que te faz ser.
Cada olhar recebe de volta o fragmento de um todo
que nunca se captura por completo.

EM - BARRIGA DE POEMAS - ANA MARQUES - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Canto terceiro - ORLANDO NESPERAL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

1

Os ventos não param de soprar,
Os ruídos dos Homens são fortes,
Ouço entre os homens o seu cantar.
E entre eles sinto tantas mortes,
Uns sentem-se no seu bom sonhar,
Outros nas folias das suas cortes.
Sou eu que canta  o canto supremo
E semeio o fruto sem ter o terreno!

EM - A ILUCASTANA - ORLANDO NESPERAL - CHIADO EDITORA

Meu violino - CELSO CORDEIRO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

Teu corpo descreve
a beleza do violino,
e em cada curva tua
sua delicadeza sublime.

Teu respirar compassado
ao tatear de meus dedos,
são as notas arrancadas
em tom baixo profundo.

Cada doce gemido teu
um agudo breve tangido
que me deixa rendido
e deleita os sentidos.

EM - (CON)FUSÃO DE LETRAS - CELSO CORDEIRO - CHIADO EDITORA

Exílios - PAULO DE CARVALHO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem conhecer o autor neste link

Não há após para os pós
Apenas o cheiro do barro
Em distantes egitos
E seus mortos mares.

Um gosto sargaço das areias
Simum das estátuas espiadas
Saudades salgadas em
Sonhares desérticos oceânicos.

Travessias salvíficas?
Nem sal, nem pão...
Apenas um mugir dourado
Eco dos vazios cantares.

Como exilar do corpo
O sopro a me ver distante
Onde mais uma vez barro
Trabalho moldando tijolo.

Miragens
       Imagens
             Oásis
Voam sóis a sós nada mais.

EM - KYRIE - PAULO DE CARVALHO - BIBLIOTECA 24X7

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Quero ser uma nau...* - PEDRO GARCEZ PACHECO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam do autor neste link
Saibam do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Quero ser uma nau
que cruza,
que abusa,
dos sons,
que corta a manteiga azul dos mares
e canta
por debaixo,
até lá cima
onde voa a gaivota branca
sob o pano azul,
só encanta.

EM - PARTITURAS DE UMA NAU - PEDRO GARCEZ PACHECO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Agora - TERESA DUARTE REIS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora e adquirir o livro neste link

O ar se move
E me envolve ou me pesa
E a minha alma me pesa ou me eleva
E se a minha alma se eleva, me liberta
E liberta me sinto na livre frescura que me refresca.
               Mas se fico presa no agora
               Que ontem já secou
               Se fundiu, no passado que já não é
               Porque se é, fica presente...
               E o passado se perdeu,
               Nada se move.
Oh! Se o ar me envolve no passado
Que me traz para o agora,
Me deixa presa como se o passado me doesse.

EM - PORQUE OS SILÊNCIOS TAMBÉM SE ESCREVEM - TERESA DUARTE REIS - EDIÇÃO DE AUTOR

Brado ao tempo 4 - ALVARO GIESTA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

hoje,
- apetece-me desligar-te a máquina
que te sustenta o corpo
fazer-te um laço de cânhamo
um laço-corrediço-suspenso
de misterioso céu para te enforcar
oh tempo malvado
que já não me dás tempo de nada
nem mesmo entre-um-intervalo-e-outro

e depois dizer-te:
- quem manda agora no tempo sou eu!

EM - OBLÍQUO É O TEMPO - ALVARO GIESTA - EDIÇÃO DE AUTOR

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Viver a gosto - PAULO GALHETO MIGUEL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Não que me ache menos que ninguém
Colo o que sinto
Como fazem aqueles que sofrem
Mordo as mãos, desejando acabar
Com tudo aquilo que primeiro está a acabar comigo
Guardo o que morre de desgosto, nas minhas veias
Premente asfixia que não combina em nada com o sorriso
Por mais puro ou imberbe que se julgue ser
Sinto que me demoro demais, onde não posso
Prisioneiro de ideias, onde não devo
Amante falso das causas que vilmente abomino
Não me acho capaz de nada
Não quero ser tu
Imbecil Mundoeste, de coisas que me abalam

Ensina-me a VIVER A GOSTO!

EM - EMINENTES TRANSPARÊNCIAS - PAULO GALHETO MIGUEL - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Geleia - JOSÉ LUIZ MELO

Da janela do meu apartamento,
situado num prédio, numa esquina,
de quatro ruas, em um cruzamento,
de lá percebo sombras pequeninas.

Vê-las, somente com lente de aumento,
como um bando de larvas, tão franzinas,
quem sabe,inseto, em busca de alimento,
na azáfama da festa natalina.

Elas rejuntam suas chanfraduras,
sem que possa entrever uma criatura,
na mancha que escurece o calçamento.

Esta geléia, sempre se dilui,
na enorme multidão que logo flui,
sem nada interromper seu movimento.

EM - LIVRO DOS SONETOS, DOS PRIMEIROS AOS PENÚLTIMOS - JOSÉ LUIZ MELO - NOVO ESTILO EDIÇÕES DE AUTOR 

Nudez - LURDES BREDA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO POETA AMOSSE MUCAVELE

Rasga, com a tua boca,
O meu vestido de pétalas.

O vento beija-me os seios,
Desfolha-me o regaço
Em páginas de poemas por nascer
E pássaros com asas de abril.

EM - A ARQUEOLOGIA DA PALAVRA E A ANATOMIA DA LÍNGUA - ANTOLOGIA - REVISTA LITERATAS

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Imperativo - LENILDE FREITAS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam sobre a autora e o livro neste link

A árvore se desfaz
de suas folhas
- faces engelhadas
sobre a terra seca.

Nada é tão triste como a tarde
em que a folhagem estremece
e uma cigarra ordena:

                        Grita... grita... grita!

EM - A CORÇA NO CAMPO - LENILDE FREITAS - EDIÇÃO DE AUTOR

Lugar qualquer - CLÁUDIO PORTELLA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

Busco um lugar qualquer para ir
onde acima de mim uma seta indique fim.
Se não sei o que faço quando passo a passo
caio em teus braços,
é porque já me vejo sem força.
E preciso de você homem ou moça.
Preciso porque sei que preciso.
Seu sorriso,
sua maneira de abrir as portas.
Depois de tantas horas mortas,
busco um lugar qualquer para ir
onde depois do fim uma seta indique começo.

EM - PARAPHOESIA - CLÁUDIO PORTELLA - EDIÇÕES CP

Quero dormir - CARLA RIBEIRO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam sobre a autora neste link
Saibam sobre o livro neste link

Quero dormir e não consigo
Porque o meu pensamento
Voa sobre ti.
Percorro-te num sopro,
Murmuro-te ao ouvido
palavras de amor...
E com a brisa da noite o teu corpo acaricio,
Quero dormir e não consigo,
o meu pensamento está em ti.
Bebo cada palavra tua,
Recordo o brilho do teu olhar,
O perfume do teu corpo,
E o calor do teu abraço.
Quero dormir, mas nem o sono vem.
Moro nesta recordação
Que nela me faz refém.
Quero dormir, mas não consigo,
Porque o meu pensamento
Mora em ti...

EM - DESNUDO-ME EM PALAVRAS - CARLA RIBEIRO - MOSAICO DE PALAVRAS

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

37 - JOÃO AYRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR
Saibam sobre o autor neste link

Tudo se perde no caos
Tudo que se vai e se perde em lugar algum
Tudo se perde no caos, na inexorável direção do fim
Estranhamente como um breve suspiro
Como uma maneira inusitada de se morrer num dia sem iguais
Como um fechar de olhos, como uma pausa agonizante no escuro
Como um frio intermitente em qualquer idioma benfazejo
Como o sangue que circula da carótida até o cérebro e que reluta a meio caminho.
         
Tudo se perde no caos,
Na noite qualquer na qual tudo nasce e cresce e deixa de existir e morre
Tudo se perde como uma dinastia no correr dos séculos
Tudo se perde como um barco vazio na imensidão dos oceanos
Como o vento e as tempestades imprevistas, tudo se perde no caos,
Nas horas e no tempo emudecido
No abandono dos dias cinzentos
No caos e tão somente no caos
Na inexorável direção do fim.

EM - POEMAS ESCUROS - JOÃO AYRES - ARMAZÉM DE QUINQUILHARIAS E UTOPIAS

3 quadras - PINHO NENO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR

357
Que belas, as lições que assim me dava
Sobre a Justiça, a Ética, a Verdade!
Enternecida, a Mãe acompanhava
De olhar a respirar maternidade!

358
De vez em quando, após já ser crescido,
Chamava-me a atenção para o papel
Que por mim ambos tinham assumido
De libertar o Povo de Israel.

359
Não se esquecia, então, de enfatizar,
Junto de sacerdotes, fariseus
Levitas e de quem pudesse estar,
Que nasci para ser "Rei dos Judeus".

EM - JESUS DE NAZARÉ E AS FÁBULAS DO CRISTIANISMO - PINHO NENO - EDIÇÃO DE AUTOR


Não te esqueci - GORETI DIAS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA
Saibam mais da autora neste link
Podem adquirir o livro neste link

Entrego no Universo desejos,
sonhos,
recordações,
e um mundo inteiro de saudade...
Nesta chama eterna
que ateaste em mim
me vou consumindo...
O teu mistério envolvente,
o fascínio dos teus enigmas,
numa contínua perturbação
da minha alma,
conduzem-nos ao curto instante
de um tempo passado!
Não esqueci o caminho
das tuas mãos em mim;
não esqueci a seda dos teus cabelos
em meu rosto;
não esqueci o gosto dos teus lábios
nos meus;
não esqueci a doçura do teu corpo
no meu;
não te esqueci
em mim!

EM - LIVRO DO SONHO, DA SAUDADE E DA DESILUSÃO - GORETI DIAS - CUCA MACUCA

domingo, 22 de outubro de 2017

Agora e adiante - HUGO VIEIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

E acordo, novamente,
Da mesma maneira
Que em outra alvorada.

Numa tristeza crescente
Que não sai da minha beira
E desce por minha almofada.

Com o pensamento sempre cheio
De memórias e suposições
Que aceleram corações
E coram pelo meio.

Sou perseguido por trovões
Nesta tempestade incessante.
Agora - luz brilhante;
Adiante - mar de frustrações.

EM - A CIDADE DA SAUDADE - HUGO VIEIRA - CHIADO EDITORA

Mulher com gargantilha de veludo - GRAÇA PIRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Quis bordar as letras do teu nome
neste veludo que prendi no meu pescoço.
Mas não pude. Tenho, ainda, nas mãos
todas as marcas do teu afastamento.

Vesti um luto leve.
Como tu gostavas que eu usasse
quando dizias que eu estava a engordar
e eu ficava sem jeito e te perguntava
se era feia e tu me beijavas com ternura.

Agora, só posso nomear-te e dizer a ferida
mais cúmplice resistindo sob o sangue.

EM - FUI QUASE TODAS AS MULHERES DE MODIGLIANI - GRAÇA PIRES - POÉTICA EDIÇÕES

O teatro das esferas - TIAGO MOITA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

O palco é um incêndio por lavrar
veste-se se silêncios e memórias
que muitas vezes fingimos esquecer
nos sulcos etéreas dos corpos

Cada gesto palavras ou expressão
é uma geometria sagrada
de sentimentos e sensações lunares
exposta à nudez porosa
de uma verdade amnésica do mundo

O enredo é uma sincronicidade
de teias psicológicas e antagónicas
cheias de charadas burlescas
e metáforas coronárias
a escorrer dos poros

Cai o pano da sinfonia celeste
do teatro das esferas
quando o público entranha
o enigma das metamorfoses
das peças que mastigou
e regressa ao útero das casas
com uma estrela cravada ao peito
sedento de tanto viver

EM - METANOIA - TIAGO MOITA - CHIADO EDITORA

sábado, 21 de outubro de 2017

Caminhando pelo mundo - BERNADETE BRUTO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora neste link

Não vos digo
que tudo que falo
eu sigo...
ou até mesmo consigo!
Apenas garanto
pelos sons das palavras pratico
persigo a razão
para qual existo
e acredito.
Por isso mesmo
insisto
persisto
e prossigo.

EM - QUERIDO DIÁRIO PEREGRINO - BERNADETE BRUTO - NOVO ESTILO EDIÇÕES DE AUTOR

Meu... paraíso - LISKA AZEVEDO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA ANA COELHO

Por um dia! Só por um dia...
Repete tudo que me deste!
Nesse AMOR, que me envolveste...
E que feitiço... mais parecia!

Mas, meu bem... se não foi magia?!
Quase senti, como se fosse;
Possuindo esse "algodão doce",
Ai, amor... como me lambia!

Foste o Paraíso - sem o ser -
E eu a Eva... sem saber;
Que eras, mais um pecado meu!

E acrescentar esta desdita;
Foste a coisa mais bonita,
Que, nesta vida, me aconteceu!

EM - LIVRO ABERTO - COLECTÂNEA - AUTOR PUBLICA

Ela não telefonou - CARLOS PAIVA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

O telefone não toca
e a saudade vai ficando
um tormento quejando.
Queria estar contigo
e contigo falar
logo à noite, ao luar.
Queria vaguear,
noite adentro,
com uma estrela por centro,
num horizonte só nosso.
Estrela de raios cintilantes
que ecoam
como murmúrios de amantes.

EM - TANTO MAR - CARLOS PAIVA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Margarida - NUNO SILVA CAEIRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Olha, minha singela Margarida,
Como calmo e belo está o mar.
O quão suave é o seu cantar,
Vamos ficar a ouvir, querida?

O sapiente mar dir-nos-á
Se juntos iremos puder ficar.
Se alguma esperança haverá
De nos pudermos ambos amar.

Quando se trata de amor,
Não sei como hei-de agir,
Só quero para longe fugir.

Compreendes a minha dor
Quando me tento aproximar?
Queiras tu o que tenho para dar.

EM - ELECTRÕES DE UM ÁTOMO - NUNO SILVA CAEIRO - CHIADO EDITORA

Tarde Domingo - FREDERICO SPENCER

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem conhecer o autor neste link

A saudade bate
à porta, um poema sobre o amor
ao final da tarde, é domingo
descanso, tudo já passou.
Neste laranja
que arde, sobre os cílios:
ligeiras lembranças
nos trilhos desta estação
tramando na dança

desta tarde vadia.

EM - ABRIL SITIADO - FREDERICO SPENCER - EDIÇÕES BAGAÇO

Um vale em conquista - GABRIELA ALMEIDA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Um vale em conquista
No cume a montanha.
Visão optimista
E sol que nos banha.
E a perder de vista
Paisagem tamanha.

Visão que não tem fronteira
E a vegetação é mista
Lá por trás da cordilheira
Imenso mar se avista
E praias à sua beira.

EM - O SENTIMENTO E A TRADIÇÃO - GABRIELA ALMEIDA - CHIADO EDITORA 

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Os montes do Alentejo - MANUEL FAVITA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Vastos campos, de montes salpicados,
Cada um, a colónia que albergava,
Gente que ali vivia e labutava,
Procedente dos vários povoados.

Laborados por gente e animais
Os montes foram fontes de riqueza,
Hoje, inertes, denotam a tristeza
De quem espera por quem não volta mais.

P'ra seu final, alguns, caindo avançam,
Outros, de pé ainda mas descansam
Pois há muito deixaram de ter lida.

No Alentejo, tristes, desolados
Na solidão, de vida esvaziados,
Hoje ali, sobram montes, falta vida.

EM - A GRANDEZA DA MÃE - MANUEL FAVITA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Amor e verdade - SUPINO LATINO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Não sou prisioneiro dos meus erros passados.
Aproveito o transitório para chegar ao fundo de mim.
Que me digam não, que me ameacem com o fim de uma vaidade...
Perdi o medo das alturas, incondicionalmente
Voando para ti.

EM - NO COMEÇO DA NOVA TRAVESSIA - SUPINO LATINO - CHIADO EDITORA

Penumbra - ANTÓNIO MANUEL ESTEVES HENRIQUES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Na penumbra daquele quarto pequeno
Nos encontrámos, naquele Outono sereno
Felizes por de novo estarmos juntos
Fomos lentamente nos despindo
Um ao outro serenamente sorrindo
Esquecendo todos os nossos assuntos

Tocámos um no outro ao de leve
Beijámo-nos num beijo curto e breve
Abraçando-nos fortemente com paixão
No leito nos deixámos ir caindo
Antevendo o que estaria vindo
Fomos consumando nossa união

Um ao outro abraçados com ternura
Vivemos toda essa nossa loucura
Com nossos corpos suados se fundindo
Com sussurros e gemidos de prazer
Fizemos nosso amor acontecer
Com lânguido torpor nos invadindo

Ficando tempo infindo, abraçados
De nossa sede de paixão, saciados
Juntinhos nesse leito, tu e eu
Jurando um ao outro eterno amor
Fomos nesse nosso lânguido torpor
Docemente caindo, nos braços de Morfeu.

EM - PEDAÇOS DE MIM, O POETA E A VIDA - ANTÓNIO MANUEL ESTEVES HENRIQUES - CHIADO EDITORA

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Há uma rosa em alguma aldeia...* - BÁRBARA LIA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam sobre a autora neste link

Há uma rosa em alguma aldeia
Que sabe desse amor em mim
Há uma rosa extasiada, alheia
Que captou - no ar - a vibração
(batuque do alucinado coração)
Há uma rosa anônima a valsar
Ao som da agonia silenciada
E este fio que ata - nosotros -
Faz com que eu saiba e sinta

Que sabes o que a rosa sabe

EM - FORASTEIRA - BÁRBARA LIA - VIDRÁGUAS