Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Duas cidades - R. A. STUANI

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Eu gostava que o último ladrilho da minha Lisboa
desse na primeira pedra da minha São Paulo
justo no fim da rua augusta , ali na boca do tejo,
haveria um trilho para uma nova dimensão
Num comboio pleno de poeira cósmica
eu desembocaria em uma noturna rua augusta
de becos paulistas e de postes mijados
para encontrar meu ciber punk tatuado
Ouviríamos, recostados um no outro,
o batmacumba dos mutantes,
e um astronauta libertado, num bonde elétrico diáfano,
me levaria de volta a Lisboa
(não essa, a da minha memória)
Eu, de propósito, me perderia entre a Lapa
e as Amoreiras
encontraria meu amor fidalgo a ouvir o kuduro
em passos debruados pelas curvas do Chiado
E assim passariam os dias…
O meu brinquedo seria atraiçoar um e o outro:
de dia o solar português
de noite o noturno paulista
e também vice-versa ao contrário
sem nunca ter de escolher
Para sempre escolha sem perda
para nunca a perda da escolha
num prenhe sonhar libertário

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS II - ANTOLOGIA - IN-FINITA

1 comentário: