Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 19 de maio de 2018

O sonho - JACINTO TERTO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link

Conheçam a IN-FINITA neste link


Sonhei o governo alvinitente
E a mão do rei sem os enganos;
A rainha sem carranca, e planos
D’um corpo de súditos independente

Mas vi no dorso do muro, incongruentes,
Maquiavélicos tecendo as conveniências,
Todos camuflados nas aparências
Agraciando seus contraparentes;

Vi em procissão os intrépidos penitentes
Pedindo o fim do nepotismo;
Vi incréus à toas, e vi ateus...

Mas vi o céu do condor no altruísmo;
Vi Matheus: primeiro eu e os meus,
E os sórdidos tangendo o rei para o abismo.


EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS - ANTOLOGIA - IN-FINITA

1 comentário:

  1. Sonhava por uma sociedade perfeita, mas o sonho saiu -lhe gorado...

    ResponderEliminar