Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Alma ausente - FILOMENA VILAS BOAS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam da autora e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Turbinas de vulcões
Chuva de candeias!
Um céu que eu pintei
Cascatas de emoções
Lembranças que guardei
Um tempo que vivi
Não vivo mais!
Entre os dedos
Folheio a saudade
A verdade
Onde o céu tocava o mar!
O lugar está vazio
As palavras não rimam mais
A cada amanhecer
Ecos de surdez!
Suspira o corpo
Que a alma não respira

EM - RESPIRO DA ALMA - FILOMENA VILAS BOAS - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA  

1 comentário:

  1. Tudo ficou mergulhado na ausência. Só lembranças mas quer se esquecer delas. Mais um poema emerge da desilusão.

    ResponderEliminar