Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Monastérion - PAULO DE CARVALHO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem conhecer o autor neste link

Sulcos raiados em caladas paredes,
Mesuram-se as paixões teus estios.
Esmaecidas e anímicas mímicas,
Algures caiado de cal e ventos,
Das contendas armadas — Armagedom?
Alhures perdido em teu cerne concerne.
Âmbula dos pós que tempo tens?
Confraria contraditória das Mônadas.
Jades jogos das imagens fenecidas,
Sacro sepulcro de tuas largas falácias.
Campanário sedimentário a crocitar,
Cardenilho eco, oco de teus bronzes.
 Guizos, em sisal, tinidos timbres,
Sustenidos sisos, tépidos torpores.
Alevino milagre em tuas águas escassas
Possíveis provires da sobeja carpirão?
Deita-te em contrito silêncio nas raias
Estreitas passadas te marcam — Monastérion.

EM - KYRIE - PAULO DE CARVALHO - BIBLIOTECA 24X7

Sem comentários:

Enviar um comentário