Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 5 de maio de 2013

58 - CASIMIRO DE BRITO

Atravesso a fronteira sob o céu
Complacente: as árvores as pedras o rio
Falam a mesma língua. Os homens
Desamados por governos intransigentes
Interpretam as sílabas da lei.
Atravesso complacente a fronteira.
No leito desta casa sem portas nem
Muros as águas correm mas ignoram
A dialéctica do caminho: bebem o chão
E basta. Senta-te na relva, diz o mestre -
Descansa um pouco; essa é a via mais breve.

EM - NA VIA DO MESTRE - CASIMIRO DE BRITO - TEMAS ORIGINAIS

1 comentário:

  1. Este texto embora metafórico, é muito interessante.
    Por vezes sou,também, complacente.

    ResponderEliminar