Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Vazio no meio do mar - ARMANDO SILVA CARVALHO


Quem ama o tempo como eu nesta manhã de ruídos
que se afastam de mim e me fazem sentir
vazio no meio do mar?
Quem devora este ar tão benfazejo à boca
e ao replicar das ondas
nos ouvidos como sinos de água?

Um tempo que se curva,
com o início nos joelhos dobrados na infância,
na mãe obsessiva,
e vem,
como de onda em onda,
transportando as dores, até este rochedo
que me suga os anos
e morde, devagar, a memória
da vida.

EM - DE AMORE - ARMANDO SILVA CARVALHO - ASSÍRIO & ALVIM

2 comentários:

  1. Uma mensagem de angústia, na primeira pessoa. Deve superar esse estado de espírito.
    Gostei de ler, não me tocou no meu eu.
    Grata.

    ResponderEliminar
  2. Eita que o tempo está sempre a nos rondar...muito bonito e verdadeiro!

    []s

    ResponderEliminar