Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

A beleza oculta - JAIME CORTESÃO

Eu distingo na forma a oculta graça,
No lábio mudo, o frémito do Amor;
Para mim a crisálida esvoaça,
O gomo é árvore e o botão é flor.

Sei que há em tudo vida interior,
Que há fontes vivas numa rocha escassa,
Que a treva vai remir-se no esplendor,
E já o riso exulta na desgraça.

Assim, o meu olhar abre as sepultas
Conchas no fundo Mar, e eis que uma Aurora
Se vê luzir das pérolas ocultas;

Raiam, à minha voz, milhões de sóis
E ouvem-se em todo o Mundo e a toda a hora
Cantar, ébrios de Amor, os rouxinóis!

EM - POESIA - JAIME CORTESÃO - INCM

Sem comentários:

Enviar um comentário