Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Mãos - VÍTOR CINTRA



São grandes, pequenas,
Nervosas, serenas,
As mãos que se agitam,
Repousam, meditam.
Transportam magia,
Tristeza, alegria,
Por isso há encanto
Nas mãos que dão tanto.

As mãos que nos calam
Com mimos que embalam,
Trazendo segredos
Na ponta dos dedos,
São mãos que fascinam,
Ao toque, dominam,
E em cada carícia
Despertam malícia.

São mãos que tacteiam
E o corpo incendeiam,
Soltando o desejo
Gerado num beijo.
E a cada momento
Transmitem alento,
Com gestos singelos,
Marcantes, mas belos.

in... Pedaços do meu sentir - VÍTOR CINTRA - Temas Originais

Blogue do autor aqui.
Site da editora aqui.

1 comentário:

  1. Manu,

    Obrigado pela escolha deste poema.
    Tem para mim um significado muito particular que vai para lá da mensagem que transmite.

    Um abraço

    ResponderEliminar