Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Estranho-me - LURDES DIAS (CLEO)



Estranho-me
Quando de negro me visto
E de silêncio me calço...

Nasceram-me ilusões
Nas pontas dos dedos...
Escreveram um castelo
Alto demais
Não lhe chego...

Abraço-me ao cansaço
Que me ampara
Na curva redonda
Do nada...

Invadem-me
Insignificantes sensações
Alma submersa
Em constante desassossego

Rendo-me
Descanso-me...

in... In Pulsos - LURDES DIAS (CLEO) - Temas Originais

Blogue da autora aqui.
Site da editora aqui.

5 comentários:

  1. De clic em clic
    A este cantinho
    Vim parar...

    Segui pegadas
    Do destino
    Que bebi
    Na fonte do acaso
    De um encontro inesperado

    Encontrei palavras
    Por mim semeadas
    Um dia
    Num certo chão de quimeras

    Saboreei-as de novo
    Uma a uma
    Como se fossem novas
    Como se fossem as primeiras
    Que me bailaram nos olhos...

    Souberam-me a tanto
    Que nem tenho verbos
    Para dizer do quanto!

    Muito obrigado!

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Belissimo poema,
    Parabéns Cleo, implusos,
    por as ter escrito,
    parabéns Manu,
    por as ter transcrito,
    e o agradecimento em cima?
    SUBLIME!
    ...
    Bjs, dos Alpes...

    ResponderEliminar
  3. Belissimo poema,
    Parabéns impulsos, Cleo,
    por o ter escrito,
    Parabéns Manu,
    por o teres transcrito,
    e o comentário em cima?
    Sublime!
    ...
    Bjs dos Alpes...

    ResponderEliminar
  4. Deixou-me entrar em tua vida,
    me pegou de surpresa, confesso!
    O que mais achei bonito nisso,
    foi o convite que fez naquele dia...
    Não disse nada, lançou-me um
    olhar carinhoso e um largo sorriso.


    BOM DOMINGO! BEIJOS!!

    ResponderEliminar
  5. Rendo-me...encantadamente a este poema!
    Muito bonito!Parabéns!

    Obrigada Manu

    Beijo

    ResponderEliminar