Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 27 de março de 2019

Cega sociedade - JOÃO BARNABE

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Tudo o que é sociedade galã
Destabiliza-me o núcleo central
Sobrecarregam-se magoadas chuvadas
E em dilúvios fluem os males

As regras caprichosas sem nexo
Toda a psicologia criada
Para separar-nos, para destruir-nos
Ela somente existe para nos marcar
Somos padrões de “Freudes”
Matriculados ensopados de sabedoria
Encapsulados sem sal nem magia

Dizem que estão formatados
Fulminados de traças orientadas
Onde julgam ver a luz
Encontram na verdade o erro o mau
Mas a luz da sociedade ofusca
Está tempestuosa e a cintilante luminosidade
Cegou multidões, eu cego estou, perdido

Nascido cego, nascido no deambulo
Sem regras sem orientação sem julgamento
Tudo é macabro nesta sociedade
Onde nos guiam friamente
Por caminhos onde a sede
Nos embala tão docemente.

EM - A VERDADE DE UMA MENTE DORMENTE - JOÃO BARNABE - IN-FINITA

Sem comentários:

Enviar um comentário