Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Sentidos falhados - VIRGÍLIO CARNEIRO

Olho em redor mas não sei da realidade!
Escuto mas só oiço o silêncio do ruído!
Tacteio mas apenas encontro máscaras!
Saboreio mas quase só tenho gosto amargo!
E o cheiro que me inunda quase sempre é pestilento!

Sociedade sem sentido é amálgama.
Na amálgama perdemos os sentidos!
Sem sentidos escapa-nos a realidade.
Esvaída a realidade, resta, frágil, a quimera...
que dorme, sonhando, num limbo de fadas...

- Destroços duma sociedade sem alma!

EM - SONETOS SEM CHAVE E OUTRAS MÁGOAS - VIRGÍLIO CARNEIRO - EDITORIAL NOVEMBRO

Sem comentários:

Enviar um comentário