Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 29 de agosto de 2015

Oração - JAIME CORTESÃO



Tu, que és a minha Filha e a minha Mãe,
Que andas ao meu e trazes-me ao colo,
Tu que me arrolas, Tu, a quem arrolo
Para que mais quietinha durmas bem;

Tu que me enches de mimo, Tu a quem
Só eu nas mágoas íntimas consolo,
Pequenina e leal 'strela do Pólo,
Única estrela firme que o Céu tem,

Olha, minha Mãezinha, o teu menino
De sofrer e chorar perde o sentido:
Vê se o tornas de novo pequenino,

E nessa doce voz, como não há,
Sobre o teu seio canta-lhe ao ouvido:
"Sossegue e durma, meu menino, vá..."

EM - POESIA - JAIME CORTESÃO - INCM

Sem comentários:

Enviar um comentário