Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 19 de abril de 2015

O crime - JOSÉ ALBERTO OLIVEIRA

Já lhe pedem as alegações finais.
Condenado, de antemão, o constituinte
contempla a disposição bizarra
das unhas. Parece-lhe tão irrevogável

quanto inútil: o que o tenta
não é o aplauso, nem o brilho garantido
de um discurso governado pela descrença,
que irá pintar o cerejal da retórica

- tem que devolver à culpa
o seu lugar na história, o remorso
aos penitentes e que a verdade, rameira
que ganhou instrução, não seja, por fim,

o consenso de juízes distraídos, ainda
que aconteça o fim possível: a forca,
ou a existência baldia numa cidade esquecida.

EM - TENTATIVA E ERRO - JOSÉ ALBERTO OLIVEIRA - ASSÍRIO & ALVIM

Sem comentários:

Enviar um comentário