Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 10 de junho de 2014

Numa gruta - ANTÓNIA BALSINHA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Hoje terra habitada
De muitos anos atrás
Eras tu bem diferente
Duma corrente que se faz
Há uma ligeira brisa
Nos costumes da tradição
Que trazem cânticos de cor
E animam o coração
Depressa se espantaram
Com o tempo no espaço
E aprenderam a viver
Numa corrida a compasso

Nunca silêncio certo
Habitou naquelas margens
Sem rios e sem ribeiros
Que mudaram as paisagens
Surge uma virgem mulher
Pelo deserto de Belém
Onde foi ter o seu filho
E se tornou na virgem mãe
Numa terra bem distante
Acolheu com muito amor
Um filho nos seus braços
Que era Deus Redentor
Ficou bem na história
Como mãe do Salvador
Numa excelsa glória
Foi também mãe de seu senhor

EM - INQUIETAÇÕES POÉTICAS - ANTÓNIA BALSINHA - SINAPIS EDITORES

Sem comentários:

Enviar um comentário