Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

A cor de Braga - MARIA TERESA DIAS FURTADO

para Barbara Köhler, Maria do Sameiro e João Artur Pinto

Em Braga estive na Brasileira Barbara Köhler
não estava lá apenas o seu livro cor responde
pra cá & pra lá folheando muitos melancólicos
ali reformados no sossego do desassossego já
o editor da Labirinto folheou o livro pra cá &
pra lá a poeta Maria do Sameiro soube que o
traço é mistura de café com cevada calor em
Abril a Avenida e a Arcada a Rua dos Chãos
os olhos deslumbram-se e as palavras postas
em movimento na Feira do Livro um poeta
do Lima Maria do Sameiro explosão de poesia
e Maria Teresa no Ritmo de palavras tingidas
de sol o calor do público cor responde crianças
adultos ouvem caras sorridentes amáveis nem os
espelhos da Brasileira prendem essas imagens.

EM - O ARCO DO TEMPO - MARIA TERESA DIAS FURTADO - LUA DE MARFIM 

Sem comentários:

Enviar um comentário