Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

A tarde do romancista - VASCO GRAÇA MOURA

tarde tensa em bicesse. o meu romance
encravou e não ata nem desata.
há quem me recomende que descanse
e deixe de escrever da pátria ingrata

e fale de outras coisas, das que não
têm risco especial nem figurino,
mas pátria do romance é a paixão
e pátria da paixão é o destino

e é ele que comanda as personagens
e o seu desvario, o seu desnorte,
encontros, desencontros e viagens,
razão e sem razão e vida e morte.

tarde tensa em bicesse, mas os fados
por vezes dão enredos encravados.

EM - POESIA 2001/2005 - VASCO GRAÇA MOURA - QUETZAL

1 comentário:

  1. Uma análise esperada de um autor tão completo e de uma craveira cultural complexa e excepcional.

    ResponderEliminar