Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 25 de maio de 2013

soneto do soneto - VASCO GRAÇA MOURA

catorze versos tem este soneto
de dez sílabas cada, na contagem
métrica portuguesa; de passagem,
o esquema abba dá esqueleto

aos versos do começo: a engrenagem
podia ser abab, mas meto
aqui baba, destarte, preto
no branco, instabilizo a sua imagem.

teria, isabelino, uma terceira
quadra cddc e ee final,
em vez de dois tercetos, com quilate

sempre de ouro no fim, de tal maneira
porém o engendrei continental,
que em duplo cde tem seu remate.

EM - POESIA 2001/2005 - VASCO GRAÇA MOURA - QUETZAL

Sem comentários:

Enviar um comentário