Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 30 de dezembro de 2012

XX - VIEIRA CALADO


A luz também tem o seu repouso:

nas coisas que passam e se transformam
nos tons que dão à luz que permanece
e se transmutando abrem outras formas luminosas
em tons vigorosos da mesma configuração da luz.

E que dá alento à luz que permanece
seja no branco das neves persistentes de reflexos
seja nas clareiras tranquilas da floresta
ou no cinzento amargurado
da irremediável despedida.

E não se retrai a luz
perante a fogueira acesa dos excessos
para que se leia ou que se apague
   em suas cinzas
o testemunho da tranquilidade do tempo.

E é a tranquilidade do tempo o desvario
de nunca saber como olhar as coisas
com nossos olhos imprecisos
presos à luz que nos transforma
e transformando nos transporta.

EM - VIAGEM ATRAVÉS DA LUZ - VIEIRA CALADO - PAPIRO EDITORA

1 comentário:

  1. Um bom momento de Poesia, é esta tranquilidade que procuro no cumprimento da minha sina.

    Bjs.

    ResponderEliminar