Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Visão sete - JAIME ROCHA

O homem parou quando lhe viu o seu único
seio e vingou-se. Alguém, antes dele, a decepara.
As costas nuas tinham o tamanho do mármore,
riscadas por um ancinho. O sangue era morno,
caindo, como uma serpente. O seu rasto deixava
atrás de si um muro pequeno que se solidificava
com a respiração das aves. O homem quase perdeu
o medo, porque o que ele fazia era explicar-lhe
as diversas formas de morrer antes do amor.

EM - OS QUE VÃO MORRER - JAIME ROCHA - RELÓGIO D'ÁGUA

Sem comentários:

Enviar um comentário