Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 19 de novembro de 2011

Mãe ausente - NATÁLIA CORREIA

A que partiu ficou vibrando
no som da corda que se quebrou.
Arco de violino retesado
e depois partido pelo vento
era a natureza a separar-se
do que nela criado
a renegou em dança e em vertigem
para que o olhar em pranto deslumbrado
intacta a repusesse na origem.

EM - POESIA COMPLETA - NATÁLIA CORREIA - DOM QUIXOTE

Sem comentários:

Enviar um comentário