Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A floresta da infância - NATÁLIA CORREIA



Húmido pinhal de ramos altos
como lanças no coração de estrelas
petrificado no olhar dos deuses!

Quem como eu no chão de rama verde
estendida se perde
entre as metamorfoses e os meses?

Quem com eu errando na floresta
embriagada de névoa e de resina
teus deuses celebrou em cada festa
da alma e da retina?

Quem como eu num canto que persiste
te oferece a imagem que guardei
do teu mistério triste?

EM - POESIA COMPLETA - NATÁLIA CORREIA - DOM QUIXOTE

Sem comentários:

Enviar um comentário