Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Laparotomia - JORGE SOUSA BRAGA

O seu útero era como uma
Melancia que alguém tivesse

Deixado cair ao chão. Por ente
Os ruídos do alarme do monitor

Ouvia-se a voz do anestesista
Falando de catéteres centrais

Um feto de mais ou menos treze semanas
Boiava no meio das ansas intestinais

EM - A FERIDA ABERTA - JORGE SOUSA BRAGA - ASSÍRIO & ALVIM

Sem comentários:

Enviar um comentário