Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Velas II - DOMINGOS MONTEIRO

Partir convosco, ir também, seguir
Convosco sempre pelo mar afora,
Era o desejo meu, que a toda hora
Na minha mente, em mim, anda a sorrir.

Como um romeiro antigo sem partir,
Sempre ao meu lábio doloroso aflora
Esta ânsia tremente, criadora,
Meu supremo desejo, também ir...

E já partem as velas, docemente,
E eu sinto em mim, angustiadamente,
A saudade d'alguém, que nunca vi;

Mas as velas lá vão, lá vão, seguindo
Por sobre as vagas, que se vão florindo,
Por sob a luz do sol, que lhes sorri.

EM - POESIA - DOMINGOS MONTEIRO - INCM

Sem comentários:

Enviar um comentário