Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Melodia nocturna - JAIME CORTESÃO

Pudessem minhas lágrimas caindo,
Quando a minha Alma no silêncio chora
E enquanto, meu Amor, estás dormindo,
Dar-te um sonho tranquilo, noite fora;

Pudesse eu ir chorando e tu sorrindo,
Toda a noite eu chorava até à hora,
Em que, o exausto corpo descaindo,
Meu rosto desmaiasse à luz da Aurora.

Secara então as lágrimas... só quando
Se apagam as estrelas moribundas,
A voz dos rouxinóis vai desmaiando,

- Já o nocturno encanto se desfez -
E as almas silenciosas e profundas
Voltam à melindrosa timidez...

EM - POESIA - JAIME CORTESÃO - INCM 

Sem comentários:

Enviar um comentário