Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 28 de novembro de 2010

O horror e o mistério de haver ser* - ÁLVARO DE CAMPOS**


O horror e o mistério de haver ser,
Ser vida, ladearem-me outras vidas,
Haver casas e coisas em meu torno -
A mesa a que me encosto, a luz do sol
No livro em que não leio por alheio -
São fantasmas de haver... são ser absurdo
São o mistério inteiro cada coisa.
Haver passado, com gente nele, e outros
Presentes, e o futuro imaginado -
Tudo me pesa com o mistério dele,
E me apavora.

O que em mim vê tudo isto é o próprio isto!

in... Poesia - ÁLVARO DE CAMPOS - Assírio & Alvim

* Este poema não é titulado. Usei o 1º verso como titulo por questões logísticas.
**Álvaro de Campos é um dos heterónimos de Fernando Pessoa

1 comentário:

  1. Busco lindas estrelas lá no céu,
    No céu de manto escuro, sem luar,
    E o firmamento, em calmo e suave véu,
    Mostra miríades delas a brilhar

    J.Udine

    Feliz Domingo...Beijos meus! M@ria

    ResponderEliminar