Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Meu coração...* - ÁLVARO DE CAMPOS**


Meu coração, o almirante errado
Que comandou a armada por haver
Tentou caminho onde o negou o Fado,
Quis ser feliz quando o não pôde ser.

E assim, fechado, absurdo, postergado,
Dado ao que nos resulta de se abster,
Não foi dado, não foi dado, não foi dado
E o verso errado deixa-o entender.

Mas há compensações absolutórias
Na sombra - no silêncio da derrota
Que tem mais rosas de alma que as vitórias.

E assim surgiu, Imperial, a frota
Carregada de anseios e de glórias
Com que o almirante prosseguiu na rota.

in... Poesia - ÁLVARO DE CAMPOS - Assírio & Alvim

Site da editora aqui

* Este poema não é titulado. Usei parte do 1º verso como titulo por questões logísticas.
** Álvaro de Campos é um dos heterónimos de Fernando Pessoa

Sem comentários:

Enviar um comentário