Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Quadras - ANTÓNIO ALEIXO


A arte é dom de quem cria;
Portanto não é artista
Aquele que só copia
As coisas que tem à vista

A arte em nós se revela
Sempre de forma diferente:
Cai no papel ou na tela
Conforme o artista sente

Há quem suba de repente,
P'ra de repente cair;
Já me não sinto contente
Com o meu modo de subir

Se o meu livro se consome,
Pode-me cobrir de glória,
Mas, depois, a minha história
Dirá que morri de fome

in... Este livro que vos deixo vol I - ANTÓNIO ALEIXO - Casa da letras

Site da editora aqui

1 comentário:

  1. SEi que é um poeta popular, em todos os sentidos do termo ,mas é genial Gosto muito desta quadra ,define o seu modo de versejar,era espontãneo.

    ResponderEliminar