Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Primeiro a tua mão sobre o meu seio* - ROSA LOBATO FARIA




Primeiro a tua mão sobre o meu seio.
Depois o pé - o meu - sobre o teu pé.
Logo o roçar urgente do joelho
e o ventre mais à frente na maré.

É a onda do ombro que se instala.
É a linha do dorso que se inscreve.
A mão agora impõe, já não embala
mas o beijo é carícia, de tão leve.

O corpo roda: quer mais pele, mais quente.
A boca exige: quer mais sal, mais morno.
Já não há gesto que se não invente,
ímpeto que não ache um abandono.

Então já a maré subiu de vez.
É todo o mar que inunda a nossa cama.
Afogados de amor e de nudez
somos a maré alta de quem ama.

Por fim o sono calmo, que não é
senão ternura, intimidade, enleio:
o meu pé descansando no teu pé,
a tua mão dormindo no meu seio

in... Cem poemas portugueses no feminino - Antologia - Terramar

Site da editora aqui.

Esta é a minha homenagem à nossa ROSA LOBATO FARIA que nos deixou aos 77 anos. Eterna saudade. Descansa em paz ROSA.

*este poema não é titulado. Usei o primeiro verso como titulo por uma questão logística.

3 comentários:

  1. Então já a maré subiu de vez.
    É todo o mar que inunda a nossa cama.
    Afogados de amor e de nudez
    somos a maré alta de quem ama.
    AMEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
    NÃO LI QUERO LER
    VC É LINDO!
    JÁ FALEI QUE AMO VC!...RS
    BEIJOS

    ResponderEliminar
  2. manu
    Lindo poema da nossa querida poetiza.

    adorei

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  3. Um Adeus...
    A uma grande MULHER...
    ...
    Bjs dos Alpes...

    ResponderEliminar