Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

... de noite qualquer coisa - MIGUEL CURADO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA IN-FINITA
Saibam do autor neste link

Conheçam a In-Finita neste link


a cidade descalçava-se de ti,
espreguiçava-se por cima das torres recortadas
num céu de chumbo que acolhia a noite
num longo abraço,
em finos chuviscos de lama figurada,
desceste sobre as ruas que escorriam pessoas
em calçadas gastas,
como sangue nas veias finas de um moribundo...

foi a um poema triste,
decantado,
depurado de otimismos impossíveis de descrever,
que recorri para acordar sons adormecidos
na cadência ritmada de vida que trazes...


EM - ABRIR OS OLHOS ATÉ AO BRANCO - MIGUEL CURADO - IN-FINITA

1 comentário:

  1. Este poema é muito original, porém tem uma faceta de ironia- " foi a um poema triste......na cadência ritmada de vida que trazes..."
    Os anos não param...para todos!!!

    ResponderEliminar