Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

As manchas - VÍTOR CINTRA

As manchas, no mar, são sombras,
Que as nuvens deixam cair.
Sereias fazem as ondas,
Tentando delas fugir.
E nesse cavar de lombas,
Que descem mas vão subir,
A espuma torna-se em pombas,
Que voam, mas sem partir.

EM - ENTRE O LONGE E O DISTANTE - VÍTOR CINTRA - TEMAS ORIGINAIS

Sem comentários:

Enviar um comentário