Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 12 de abril de 2014

Tempo que foge - EMANUEL LOMELINO

Há sempre um tempo que se perde
e nunca mais se consegue recuperar
mesmo lutando com todas as forças.

Há sempre um tempo que se esgota
sem que exista um qualquer sinal
que alerte para a sua precaridade.

Há sempre um tempo que se esvai
sem que consigamos dar os passos
necessários para o acompanharmos.

Há sempre um tempo que nos foge.

EM - NOVO RESPIRAR - EMANUEL LOMELINO - LUA DE MARFIM

1 comentário:

  1. Verdade Amigo!
    Há sempre um tempo que nos foge!
    Gosto de te ler!
    Beijinhos dos Alpes

    ResponderEliminar