Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Só a prosa é que se emenda - ALBERTO CAEIRO

Como ele me disse uma vez:«Só a prosa é que se emenda. O verso nunca se emenda. A prosa é artificial. O verso é que é natural. Nós não falamos em prosa. Falamos em verso. Falamos em verso sem rima nem ritmo. Fazemos pausas na conversa que na leitura da prosa se não podem fazer. Falamos, sim, em verso, em verso natural - isto é, em verso sem rima nem ritmo, com as pausas do nosso fôlego e sentimento.
Os meus versos são naturais porque são feitos assim...
O verso ritmado e rimado é bastardo e ilegítimo.»

EM - POESIA - ALBERTO CAEIRO - ASSÍRIO & ALVIM

1 comentário:

  1. É admirável esta forma de análise ,parece ser natural no comum dos homens. Apreciei, como é devido e agradeço.

    ResponderEliminar