Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 30 de abril de 2019

Os caminhos da vida... - ALBERTO CUDDEL

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Uma avenida larga
Plana, luminosa, apelativa
A multidão
Acotovelavam-se
Calcavam-se
Empurravam-se
Todos queriam
Seguir por ela...
Avenida da Felicidade...

A outra?
Uma rua estreita
Que seguia em sentido contrário
Era íngreme, com pouca luz
Apenas alguns atrevidos
Com as suas candeias acesas
A percorriam lado a lado
Não tinha um nome pomposo
Ou fácil de memorizar
A Rua do Amor e Fraternidade
Da Compreensão e Cumplicidade...
As suas candeias iluminavam
Com a forte luz da fé...

EM - COMO FAZER AMOR - ALBERTO CUDDEL - IN-FINITA

Deixei-te o meu olhar - VÍTOR COSTEIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Na beira da estrada
onde tudo passa
e não se passa nada,
floriste para mim
e eu, simples mortal,
agradecido para ti sorri...

Dei-te um momento,
ofereci-te a minha atenção
e senti-me privilegiado
porque sorriste para mim,
e eu senti-me amado
sentindo a tua atenção...

Deixei-te o meu olhar,
segui o meu caminho
e permiti assim
que um outro ser em ti
pudesse ser feliz
como eu sorrindo fui...

Quem sabe te faças
colheita do olhar
de quem te tornes cativa
e que te embale, flor,
num sonho lindo de amor
chamado vida!

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Alzheimer - LUIS VILHENA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam mais do autor e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Quero fugir de ti
Um dia qualquer.
Governar-me sozinho,
Não te quero perder.

Esqueço-me de mim
Logo que não me esqueça de ti.
Olho para mim
E vejo-me vezes sem fim.

Não me deixes ir para o lar,
Sala de espera da Morte.
Alzheimer da minha vida
Quero ter mais sorte.

EM - PALAVRAS VIVAS - LUIS VILHENA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Ausência de ti - SÓNIA MAIO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Resta-me acreditar que do longe se faz perto
Resta-me desejar um abrigo em tempo incerto
Resta-me confiar numa travessia no deserto
Anseio ver-te, sentir-te descoberto

Sobra-me amiúde a saudade de nós
Sobra-me em virtude o som da nossa voz
Sobra-me num tudo a tua ausência atroz
Ambiciono, em amor, alcançar-te veloz

Excedem-me os sucessos vazios de reconhecimento
Excedem-me os dias e horas, breve inexistência
Excedem-me os inúmeros desejos que acalento
Ávida de ti, deliciosa dependência

Ultrapassam-me os sentimentos por ti nutridos
Ultrapassam-me os esforços em vão tolhidos
Ultrapassam-me a angústia e o desespero varridos
Sôfrega dos teus beijos em tempos possuídos

Extravaso-me por inteiro num sonho profundo
Extravaso-me do que fui e sou ao mundo
Extravaso-me num universo paralelo e moribundo
Desmedido, meu amor, no teu oriundo

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Guache - BEATRIZ H. RAMOS AMARAL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Mulherio das Letras Portugal neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

o tom de verde:
mais claro para
a falta de sono

tudo tão rayban
como gestos pendurados
no silêncio da janela

tua íris em Paris
na latência de crayons
e calores incompletos

a impertinência do dia
- só mais um – em que
o sol já não cabia

EM - MULHERIO DAS LETRAS PORTUGAL (POESIA) - ANTOLOGIA - IN-FINITA

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Teu quarto - HORÁCIO ALMEIDA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA IN-FINITA
Saibam mais do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

De seda rosa adornado
Um amor imenso me afaga
No teu quarto acetinado
Ardente insano profano
Sofregamente desejado
Lindo teu corpo torneado.

Sublime o teu charme
Magia e fantasia almejada
Doce olhar minha amada.

Acariciar-te com carinho
Seduzir teu amor latente
No teu leito preenchido
Beijar-te incessantemente.

Acalmar teu desejo carente
Ternura e doçura com amor
Sorver teu néctar fervente
Seduzido por ti é um louvor.

Não peca quem muito ama
Incendeia a chama por amor
Partilha e entrega inflama
Bênção divina sem pudor.

EM - TEMPO E SAUDADE - HORÁCIO ALMEIDA - IN-FINITA

Chegaste - VÍTOR COSTEIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Chegaste...
Chegaste como parte resiliente
e resistente
de um fragmentado
e ínfimo todo,
algures perdido
numa distância longínqua,
numa partida
que apenas o tempo saberá onde reside...

Chegaste...
Chegaste apenas numa parte de ti
mas, a parte que de ti chegou,
chegou inteira,
não sobranceira
mas confiante
de que, aquele que agora és,
é muito mais forte do que era,
mais humano
e menos a fera
que era o teu ser insano...

Chegaste...
Não te perdeste,
nem te abandonaste
em delírio desatino...
Chegaste ao destino!
Bem-vindo!

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Pássaro - ANITA SANTANA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam mais da autora neste link


               Repousa alegre
                            
                       O dia foi perfumado

                                  A noite enluarada
    
                                               Nada mais existe!!


EM - VERSOS & CLIQUES: INSTANTES - ANITA SANTANA - EDITORA ZARTE

O velho guerrilheiro - SARA TIMÓTEO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Cada cicatriz sobre a pele do velho guerrilheiro
Incide uma claridade particular
Sobre uma esperança desaparecida

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Re-nascer - ARACELI SOBREIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Mulherio das Letras Portugal neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Sou escrava
nesta terra
não consegui
trazer as sementes
da árvore sagrada.
Minhas vestes
rasgadas e sujas
lacrimejam feito meu corpo
ferido!

Cheguei em terras novas.
Vários olhos me recebem
com correntes e gritos,
ambição e lascívia.

Ai que saudade da sombra fresca!
Ai que vontade de largar-me pelas matas alegres!

Hoje achei uma Cobra
às margens do poço branco.
Pedi ao Espírito Dela uma picada serena.

Nem deu tempo mais de sentir dor...
A boca do poço abriu-se feito Colo de Mãe.
Meu sangue escuro de negra cativa
libertou meu Espírito.
Logo serei raiz.
Logo serei terra fecunda!
por enquanto, sou só Alma Africana.

EM - MULHERIO DAS LETRAS PORTUGAL (POESIA) - ANTOLOGIA - IN-FINITA

domingo, 28 de abril de 2019

Análise - LAURINDA RODRIGUES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA
Saibam mais da autora neste link

II

... e, agora, ficou apenas o fluir do silêncio
sem medo, sem raiva
reconciliada com as raízes
reconhecendo tranquilamente a beleza da força
que, adentro do silêncio, foi sendo recriada
e a força
da beleza de amar assim talqualmente
a minha vida
e o meu silêncio

EM - VERTIGENS DO SER - LAURINDA RODRIGUES - EDIÇÃO DE AUTOR

Já foste meu amor - VIEIRINHA VIEIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Posso ouvir as motas a passar,
Os carros arrancar, e até...
Os autoclismos do resto do prédio.
Tudo continua! Como se...
Eu não conseguisse estar.
Tal como tu,
Prosseguiste sem mim
E eu sobrevivi.

Hoje dói muito menos!
Acho até, que aprendi amar-te menos
Ou com mais naturalidade.
Na verdade, custa aceitar a ideia
Mas a imaginação muitas vezes
Dá uma ajuda.
Trocaste-me! Não restam dúvidas.

Ouço foguetes! E eu na melancolia por escolha.
Está noite eu leria...
Eu até, poderia estar na festa.
Procurar outro alguém! Mas quem?
Quem pode substituir o sentimento que nasce sem pedir?
Parir acarreta dor.
No mundo das probabilidades,
Das verdades mudas.
Dos teus olhos que observam!
E do meu coração solidão.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Pavor ao medo - JOÃO BARNABE

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Que medo da escrita
Que pode profanar uma santa terra
Ou engolir desmedidamente a sanidade
De quem a sente ou a mente
De alguém que diz que é verdade
Ou outros que dizem ser barbaridade

Que medo eterno padeço
Que saudade das terras pestilentas
Que se encontram na fazenda dos terrores
E em que os dinheiros vivem aos penhores
Em que se emprestam a alma
Em troca de prostituições
Que medo de profanar as estrelas
O ar que leva o som dos deuses
A sede que enche o rio dos amargos
A cova do defunto que choca o germe
A árvore que consome e renova a matéria
O fungo que desfaz o tumulto

E assim o medo da escrita
Está no medo da sobrevivência
Estabelecem-se conexões que assombram o terror
O pavor de descobrir mais além
De aceder a zonas de marés profundas
E dormir sobre as ramas
Partidas quebradas e soldadas
Pelo fogo de uma humanidade
Que tem muita saudade.

EM - A VERDADE DE UMA MENTE DORMENTE - JOÃO BARNABE - IN-FINITA

Extensão de um mar... - SÃO SILVEIRINHA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

O meu país esculpe o corpo das enseadas
com o mar que um dia o fecundou.

Corre-lhe nas veias o mar...

O meu país pega nas planícies
de cabelos dourados ao vento
e estende-as ao sol.

Tem hálito de flor e pinhal...

O meu país trepa as colinas
para mergulhar nos céus
e se transformar em açor.

O apogeu da entrega...

E quando a noite chega
com a sua capa negra,
o meu país canta a saudade.

Verte lágrimas do mar que um dia o fecundou...

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Temperos - ANNA FERNANDES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Mulherio das Letras Portugal neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Que segredos esconder-se-ão
no sorriso dessa moça brejeira
por trás desses tantos temperos
envolta por aromas e cheiros
o gengibre, o tomilho, a cidreira
o anis, a hortelã, o açafrão.
Que segredos esconder-se-ão
por trás desses sentimentos
disfarçados em condimentos
cada porção, cada pitada
o cardamomo, a noz moscada
o coentro, o manjericão.
Da pimenta à erva doce
do louro ao alecrim
ah, se teus sabores fossem a mim
confiados
devolveria-os ainda mais acentuados
e, em troca dessas especiarias, tão somente pediria
teus segredos revelados.

EM - MULHERIO DAS LETRAS PORTUGAL (POESIA) - ANTOLOGIA - IN-FINITA

sábado, 27 de abril de 2019

Saudade - ANABELA SANTOS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

O mar, o vento e o Sol
Mar rebelde me faz falta
Para meu coração acalmar
E me deixar embalar e sonhar
Sonhar e poder voar
Me deixar voar na brisa do mar
E em teus braços me encontrar.

Saudade, é saudade.
Vento forte chega e estremeço
Longe de teu olhar para me amparar
Me perder em teus braços e sonhar.
O Sol voltou para ficar
E meu coração alegrar...
Saudade é saudade, e nada mais.

EM - DEIXEI O CORAÇÃO FALAR - ANABELA SANTOS - IN-FINITA

Imbativelmente, eu - VIEIRINHA VIEIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Habito dentro de um envelope transparente onde ninguém sabe o que se sente.
Sinto para lá das normalidades impostas
Mas tenho postas à mesa várias metas
Ganho onde chegar primeiro
Onde melhor aceitarem quem sou
E exactamente onde pára a felicidade.

O primeiro lugar sabe-me a pouco
Quero o ar que respiro
E comigo todos outros que envolve os meus manuscritos.
Além das palavras quero a beleza total das realidades,
Do que sinto.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Vago o céu - ANA P DE MADUREIRA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

vago o céu
desse nada em que me preencho
na fragilidade
das asas que me faltam
por entre as dores das penas
de um sobrevoo rasteiro

e pelo palato
todas as iguarias
sabores cheiros
no exotismo do beijo
dentro da boca dos mistérios

fio transparente
o da saliva
como teia
sorrindo lascívia
ao húmido da língua

círculos
na intimidade do tempo
abrindo as asas ao pássaro
de tão quente
que as mãos se espumam
no ventre de cor tenra e profunda
enquanto o caminho se deita

EM - NOS DEDOS AS PALAVRAS - ANA P DE MADUREIRA - IN-FINITA

Salto - SANDRINHA BARBOSA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

(ao Povo Paresi, Mato Grosso)

que é feito de vocês
      sete mulheres Paresi
que em noite de lua cheia
mergulharam na magia esverdeada
do rio Sacre
raptadas pelo espírito encantado das águas do Salto?

que é feito de vocês
       sete mulheres Paresi
por onde viveram e vagaram nesses séculos todos?
acaso nas serras, nos campos
quem sabe no sorriso da lua ou no feitiço noturno
que vive e reside em teu povo Paresi?

pedaço de madrugada
céu límpido e morada de estrelas
nenhuma brisa no ar
perspicaz e macio meu espirito
alça voo por alguns minutos-luz
na beira do Salto onde sinto e capto
esta força-ternura-raça de vocês
          sete mulheres Paresi!

* Salto da Mulher = majestosa e bela queda d´agua, provém da lenda de sete mulheres paresi, que há milhares de anos foram se banhar menstruadas no Salto. Encantado com suas belezas o espirito do rio raptou-as, e desapareceram misteriosamente...

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Partiu um poema - CRISTINA MOITA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Partiu um poema
Secou um riacho no meu colo,
O mundo continua a girar
Enquanto as árvores morrem por dentro
E os pássaros perdem o piu.
Procuro nesta tristeza que não me larga
A alegria que parte,
Camuflada pela paisagem.
Há gritos surdos e incertezas
Que me fazem acreditar
Que a energia é o mais potente dos medos.
Há um relógio que toca,
E o tempo, esse,
É um passageiro
Sem regresso.

EM - ESTRELAS DE AFETO - CRISTINA MOITA - IN-FINITA

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Nas tuas mãos - VÍTOR COSTEIRA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link


Eu já morei nas tuas mãos,
tu já deste abrigo
à minha solidão
e apaziguaste os meus medos,
já acalmaste o meu tremor,
acalentaste o meu frio,
preencheste o meu vazio
até que o homem nasceu menino...
e só então o menino sorriu!

Eu já morei nas tuas mãos
por breves, mas doces instantes
e, sabes...
o mundo não mais foi como era antes!


EM - POEMAS DE MEL E LIMÃO - VÍTOR COSTEIRA - IN-FINITA

Constelações - TÂNIA DINIZ

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Noite –
a curvatura do dorso
o singelo pescoço...
na placidez, o boi rumina rubis
e baba, leitosos, quartzos róseos,
onde cintila aldebarã.
De manhã -
presepeiro, pesado, ás vezes ligeiro,
boi de canga, boi de farra,
bumbo meu boi.
E touro bravo, de sangrenta arena,
me volto manso,
sem qualquer pena.
No laço fácil do teu abraço,
vaca leiteira, lambe-lambê-las,
rumino estrelas.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

A todas as mulheres da Terra - GISELA RAMOS ROSA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR ADRIANA MAYRINCK

As raízes da Terra dançam na pele
do mundo, elas sobem descem procriam
são prismas iluminados que desbravam
alimentam conciliam.

Elas tocam o chão com pés de água
e não repousam na ambição
do húmus, em seus grãos prosseguem
já os troncos com asas de destino,
altas elevam-se num corpo de tesouro e mistério.

As raízes da terra são espelhos de água
que atravessam os rios num leito de silêncio
são canoas com jacintos da estação
elas são a alegria côncava do mundo.

EM - À SOMBRA DO SILÊNCIO/À L'OMBRE DU SILENCE - ANTOLOGIA BILINGUE - MOSAICO DAS PALAVRAS

Viagem - SANDRA RAMOS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

No dia em que disseste que acabou,
Espantada, chocada, surpresa,
Rodei os pés no sentido oposto,
Afastei-me de ti, parti além.
Vislumbrei paisagens,
Desconhecidas ou esquecidas
Vi que havia além-nós-dois.
Ganhei espaço e tempo
Interesses e sorrisos.
Tinhas partido,
Não sem olhares para trás:
Por pena de mim, ou orgulho,
Para veres se me arrastava.
Ainda me viste a partir,
Exultando pelo recomeço.
Eu já não te vi,
Ocupada com o mapa da minha vida.
Surpreendi-te. Surpreendi-me.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Mulher madura - ANITA SANTANA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Mulherio das Letras Portugal neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Ainda sinto o gosto
Olhos ressaqueados
Pela água salgada
Do mar agitando o corpo
Reboliço do tempo
Solta o canto e o pranto
São dias quentes e frios
Navegando pelas veias
Em correntes altas e baixas.
Viro menina, quero espernear
Esquecer os anos
Cair no colo e desaguar.
A cada passagem
Sou encharcada de sonhos
Inconstâncias e desilusões,
Mas é só um tempo nublado
Uma nuvem necessária
E passageira para caminhadas
Seguras em permanente
Estado de ebulição.

EM - MULHERIO DAS LETRAS PORTUGAL (POESIA) - ANTOLOGIA - IN-FINITA

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Cascata - LUZ LOPES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam da autora e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Às vezes sou assim...
Como uma cascata
Que deixa correr a lágrima e a palavra
Para que na "foz" do teu corpo me encontre.

EM - GRITOS DE SILÊNCIO - LUZ LOPES - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Borboleta - TÂNIA DINIZ

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Um beijo
pelo corpo inteiro
                       ligeiro
deixou
        uma borboleta roxa
   mordida
                na
                           coxa

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

4 elementos - ALEXANDRE CARVALHO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA EDITORA
Saibam mais do autor e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Chamei por ti na árvore que feri que o fogo sarou.

Chamei por ti, escrevendo, na areia que a orgia do mar na praia apagou.

Chamei por ti da janela com letras de sussurro que o vento levou.

Chamei por ti borbulhando morse que o ar esgotou.

EM - ESTIRADOR COM ESCRITOS - ALEXANDRE CARVALHO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Menina - SANDRA RAMOS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Aproxima-se o fim do estio,
A chuva cai forte na eira,
Antecipando o frio,
Flameja já a fogueira.
Menina de lenço à cabeça,
Espera, sentada à janela,
Que a avó, enfim, apareça,
Carregando a gamela.
Mas eis que surge o cão,
Molhado e de pata suja,
Num ímpeto salta para o chão,
Ai que ele ainda enferruja.
O patolas, vadio sem dolo,
Senhor da sua cauda altiva,
Resiste ao doce colo,
Ensaia uma corrida.
Mas a menina, aguerrida,
Segue-lhe a peugada,
Abraça-o com a vida,
Dá-lhe guarida, à porta fechada.
Desabituado do conforto,
Do quente do cobertor,
Quatro-patas amansa,
Num saboroso torpor.
Cansada, a ele se junta,
Partilhando o calor,
Encosta-se ao seu dorso,
E adormece, em amor

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

A face menina da mulher - ANIETE GÓES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto Mulherio das Letras Portugal neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Ela nasceu toda enrolada
Um tanto sufocada.
Andar foi uma dura parada.
Na dor fez suas passadas.
Aguentou tudo com bravura
No início uma infância sofrida
Na vontade de se manter ereta
Sobre os pés, decidir sua vida.
Menina dos olhos grandes e mente afiada,
Que muito se viu rejeitada.
Da tristeza derramou seu pranto,
Na alegria sustentou seu canto.
Brincou o que pôde e das quedas fez sua dança.
Contente e melancólica,
Na dualidade tatuou sua marca,
Na identidade registrou seu pleito.
Menina de energia que ama com alegria,
Pensamento firme e vontade forte,
Na mulher encontrou seu norte.

EM - MULHERIO DAS LETRAS PORTUGAL (POESIA) - ANTOLOGIA - IN-FINITA

quarta-feira, 24 de abril de 2019

As borboletas - ALBERTO CUDDEL

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

As borboletas
Essas que se passeiam
Pelo teu estômago
(Amor? Ansiedade?)
Saltitam por entre flores
Rosas e amarelas, violetas
Mas perdem-se no dourado
Dos teus cabelos
Que esvoaçam ao vento
Batem asas, frágeis, belas
Povoando jardins
E beijos dados ao pôr-do-sol...
São as borboletas, amor?

EM - COMO FAZER AMOR - ALBERTO CUDDEL - IN-FINITA

Os bolsos da jaqueta verde - VALESKA BRINKMANN

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

pedra lisa do mar do norte
elástico de cabelo
chaves
telefone celular
três folhas secas de sálvia
batom vermelho
batom cor da pele
papel dobrado escrito comprar ovos e pão
quatro moedas de dez centavos
uma moeda de cinquenta centavos
grampos
um toco de lápis HB
fósforos de um restaurante
bilhete de entrada de cinema (amassado)
cartão de visita de alguém (amassado)
tarracha de um brinco
papel de bala de hortelã
minhas mãos gélidas

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Incerteza - HORÁCIO ALMEIDA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA IN-FINITA
Saibam mais do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Viver nesta incerteza
Em angustia e tristeza
Pobre Nação Portuguesa
De forma torpe e insana
Lapidada e empobrecida
Classe média deprimida
Uma alta classe enfeudada
De responsabilização alheada
Vivendo bem salvaguardada
Torpe política portuguesa
Hipoteca toda a geração
No autismo é degradação
Políticos tiram proveito
Da ignomínia e intriga
Na notícia, crime a jeito
Difunde a vil mentira
Lei inócua favorece burlões
Faliram empresas, sem capital
Sem que lhes faltem milhões
Para os cidadãos a lei é fatal
Forma hábil na classe encimada
Reforma principesca acautelada
Lei insana previamente aprovada
Imoral iníqua o povo é quem paga.

EM - TEMPO E SAUDADE - HORÁCIO ALMEIDA - IN-FINITA

Sou - SANDRA RODRIGUES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Escrevo sonhos
Quem sou
Jamais saberei
Sou tantas
Quanto os meus sonhos intermináveis
Menina sonhadora
A que fala com a lua em silentes madrugadas
em busca das palavras
A mulher decidida muitas vezes perdida
Sou o outro em seus pensamentos
Vagos indecifráveis
Sou meu eu em tantos momentos por aí afora
Sou o que eu quiser
Abusada desencanada, pretensiosa sim
Posso quero.
Sou quem eu quiser ser
E daí?

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Viver ao relento - FRANCISCO SILVA


LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA

Vivo na rua sem opção.
Tenho a lua como companheira
Duas pedras da calçada como travesseira
E os cartões da loja como colchão.

Estendo a mão a pedinchar.
Sou humilhado e escorraçado
Raramente sou acarinhado
Até um reles cigarro custa cravar!

Para os passantes sou invisível.
Sou um ser vil e desprezível.
Não existo nem ali estou,
Só eu sei como tudo começou

Maldito patrão que me despediu;
Maldita esposa que me enxotou;
Maldito pó alvo que me consumi;
Maldita sorte que me abandonou...

EM - III CONCURSO LITERÁRIO - ANTOLOGIA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

terça-feira, 23 de abril de 2019

Um dia...* - GRAÇA PIRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Um dia nos pátios das casas
hão-de acender-se fogueiras
para atrair a chuva
como uma crendice de tempos remotos.
Seremos, passo a passo,
errantes de longínquas viagens
ou peregrinos perseguidos em tempos de oração.

EM - UMA VARA DE MEDIR O SOL - GRAÇA PIRES - COISAS DE LER

Intemperismo - TOM KBÉLO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Dia quente festa
dia frio sossego
noite nevoeiro pelego
noite linda seresta.

Nas estações dúbias
anticorpos alucinados
opacos brilhos iluminados
dores escarlate rúbias

despertar enfático
tempo sublime
lógica de lunático

pensamento imune
viver dramático
ampulheta que pune.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Nada controlo - JOÃO BARNABE

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Não sei o que estou escrevendo aqui
Nem saberia outrora se estaria ali
Vou ao vento descontrolo
Vou só dizendo vibrações sem significado
Sem intenções para aqueles que não estão sintonizados

É o mesmo que dizer que nada controlo
E é simplesmente uma vista diferente da outra
Abertura da mente ao sol que vira lua
Achando esta inteligência a mais curta simplicidade
Mas intrepidamente ignorando que sendo falso somos alguém

Não faço mínima ideia
Do que me lembro ao escrever
Mas se ao dizer que não
Eles me castigam em vão

Sim vocês que me atacam
Ou melhor, que, todavia, não, mas que eu preciso
Uma sociedade desmedida
Que pensa que tem na vida
Esse controlo da sina

Nem o escândalo que é mais horrível
Ou então banal
Eu farei por ti
Por ti mundo anormal.

EM - A VERDADE DE UMA MENTE DORMENTE - JOÃO BARNABE - IN-FINITA

Essência - SANDRA RODRIGUES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Levarei comigo
Esse momento
Lembranças
Do verde, das flores
Do sol a me aquecer a vida
Minhas viagens astrais
Em minhas madrugadas
Que nunca deveriam passar.
Jamais saia de mim
A liberdade em sonhar
Talvez viver entre a realidade e os devaneios.
Envolta em boas energias
A trocar palavras
Com a mãe natureza
Entre borboletas e as flores.
Sou meus momentos
De reflexão.
Vivo minhas descobertas
Mas não irei tão cedo
Como me dizia uma pessoa
“Tanto a se fazer em tão pouco tempo”
Porém, se eu for antes
Que não me tirem essa bagagem
Para que não morra em mim
A minha essência.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Falta de mim... - SÃO SILVEIRINHA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA
Saibam mais da autora neste link

Às vezes
sinto falta de mim...

Procuro-me
por entre os minutos,
que caminham com passo apressado.

Eles entreolham-se curiosos.

Às vezes
sinto saudades de mim.

E choro-me...

Se o reencontro acontece, sussurro:

"Entra, mas não digas nada...
quero deliciar-me com o silêncio
que te serve de guarida!"

EM - OUTRAS LIBERDADES - SÃO SILVEIRINHA - EDIÇÃO DE AUTOR

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Nazaré - MARIA DA ESPERANÇA LOUREIRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam da autora e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Nazaré, tu és tão bela
Com o teu mar a brilhar
Ele parece uma estrela
Numa noite de luar.

Das tuas ruas estreitas
O mar se vê lá ao fundo
E das tuas portas espreitas
O lindo cenário do mundo.

De todas as tuas ruas
Tu chegas à marginal
Não há ruas como as tuas
Não há mais em Portugal.

EM - OUTROS TONS DA MEMÓRIA - MARIA DA ESPERANÇA LOUREIRO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Marcas de um amor... THIAGO GUIMARÃES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Ela disse que o amava
Naquela fria madrugada
Em que se beijavam na calçada em frente à praia
Ele disse que a esperava naquela noite em que a lua
se negava a aparecer
E foi um querer tão profundo
Um desejo tão excitante e que amor delirante
que eles viveram
Mas um dia
Se perderam e se esqueceram
De tudo que viveram
E não mais amo você
E não mais I love you...

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Paralelos - ADOLFO LEITÃO CARVALHO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam mais do autor e do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Os paralelos que se soltam
no caminho que opto por andar
são só paralelos
pousados,
que escolheram
saltar.

E por isso os admiro.

EM - ENQUANTO AS MÃOS AINDA TREMEM - ADOLFO LEITÃO CARVALHO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Sol - RUI SANTOS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Apareces,
A busca termina.
Os longos dias de escuridão e frio chegam ao fim.
O sol ilumina e aquece, um calor reconfortante
e delicioso.
Um abraço sedoso dos teus raios elevam-me
e extasiam-me.
Que boa é a tua presença, os teus carinhos.
Não me deixes, envolve-me eternamente em teus braços quentes e macios.
Faz-me levitar num ar quente e harmonioso.
Faz-me feliz!

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA

Deixei aquela menina - CRISTINA MOITA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam da autora neste link
Conheçam a In-Finita neste link

Deixei aquela menina
Numa praia a olhar o mar,
Hoje já não é pequenina
É ainda esperança aquele olhar.

Guarda do céu as estrelas
Contadas uma por uma,
De todas traz imagens belas
Como a lua voando em pluma

Criança livre e muito solta,
Com o coração em crescente,
Como uma pomba que não volta
Voando no meu peito quente.

EM - ESTRELAS DE AFETO - CRISTINA MOITA - IN-FINITA

domingo, 21 de abril de 2019

Acredito! - VÍTOR COSTEIRA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do autor neste link
Conheçam a In-Finita neste link


Um dia,
mais tarde,
mas não demasiado,
acredito encontrar-te
à esquina de um tempo
sem idade
com um forte odor
a alecrim e a liberdade,
a ti, meu amor,
meu campo na cidade,
minha alegria
ferida de saudade,
a ti que neste momento eu receberia
num suave e forte abraço,
misto de Amor e Amizade
no mais audível grito!

Eu ACREDITO!!!


EM - POEMAS DE MEL E LIMÃO - VÍTOR COSTEIRA - IN-FINITA

Descansando no remanso - THIAGO GUIMARÃES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Descansando no remanso
Dos seus braços e no carinho dos seus abraços
Me ninando me acariciando
Perdido em ti me encontro
E então me desmancho por inteiro
No descanso do seu amor
Verdadeiro
Assim vivo
Assim ando
Descansando.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS III - ANTOLOGIA - IN-FINITA