Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Doce lembrança - CELSO CORDEIRO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

Foste musa, caminho e luz
fui teu poeta e teu mar,
passeei em ti e
em sentires te escrevi,
foste sonho e voaste e
foste farol e meu sol,
era eu mar para te banhar,
foste sorriso que encantou
e a paz que me serenou,
foste cúmulo de sensações
antes do terno adormecer,
foste meu doce acordar.

Hoje apenas doce lembrança
de belos momentos passados.

EM - (CON)FUSÃO DE LETRAS - CELSO CORDEIRO - CHIADO EDITORA

Vasculum - PAULO DE CARVALHO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem conhecer o autor neste link

(ao poeta)

As sandálias entre dálias e areais
Caminhas, absorto, espírito lasso,
Aos esmos dos montes insones.

Nos alforjes; alfarrábios e fomes;
Ensejos das noites-lãs conclaves,
Enlaces das pratas e azinhavres.

Rumos às escumas, passos ermos,
Sobras póstumas aos lumes-zimbros.
Candeias esvanecidas... desmontes.

Nas mãos as limalhas e os éteres;
Fugidias sendas entre falácias táteis.
Falésia nas esperas; lúdicas esferas.

Ao peito, poeiras dos sótãos e mares,
Lagares das algas, salitres... odres.
Vazios enternecidos aos gumes do só.

Longínqua aos olhos voa a âmbula;
Preâmbulos opacos ao sol das gruas.
Miragens temporãs aos cortes écran.

EM - KYRIE - PAULO DE CARVALHO - BIBLIOTECA 24X7

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Quero correr...* - PEDRO GARCEZ PACHECO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam do autor neste link
Saibam do livro neste link
Conheçam a editora neste link

Quero correr e lamber o vento,
adocicado,
passageiro de outros mares,
de outros suores,
de outra gente,
qui ça de outra Vera Cruz,
outra vez chegados?

EM - PARTITURAS DE UMA NAU - PEDRO GARCEZ PACHECO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Um sonho - TERESA DUARTE REIS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora e adquirir o livro neste link

Eu não sei dizer
Se te encontrei se te perdi
Nas agruras do caminho
Nas caminhadas sem rumo
Ou no fulgor da madrugada.
Só sei, isso sim
Que as tuas palavras eram breves
Mas doces
O teu olhar calmo, mas indecifrável
O teu abraço terno mas descuidado
Nada mais sei...

EM - PORQUE OS SILÊNCIOS TAMBÉM SE ESCREVEM - TERESA DUARTE REIS - EDIÇÃO DE AUTOR

Brado ao tempo 3 - ALVARO GIESTA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

perdi-me entre a nuvem e o arbusto
e como louco descobri-te as mãos
que verteram em mim o lacre
a cânfora e a forma da traição

foste rastro e registos
foste as marcas na memória
e os cadastros
que gravaste a ferro e fogo
no meu peito

e fizeram que te diga com firmeza

EM - OBLÍQUO É O TEMPO - ALVARO GIESTA - EDIÇÃO DE AUTOR

domingo, 15 de outubro de 2017

Canto segundo - ORLANDO NESPERAL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

1

Caminhar nas verdades que procuro,
No falar simples e de cabeça erguida,
Ao legar o suor do pensar duro.
Que remeto e submeto a ser lida,
Ao presente e longínquo futuro,
Saibam-se entender no bem na vida.
Porque pela Pátria a morte é semente
Que dá força, à Lusa e nobre gente!

EM - A ILUCASTANA - ORLANDO NESPERAL - CHIADO EDITORA

Dito popular - JOSÉ LUIZ MELO

Não tem pressa nenhuma esta maré,
que passa todo o mês num vaie vem,
joga tudo o que tem num cabaré,
muitas vezes também o que não tem.

Enquanto vamos nós, na boa fé,
de valsar na maré, dança, porém,
não se sabe dizer no rodapé,
se pisamos ou não, o pé de alguém.

Assim, sigamos nós, fazemos figa,
e também prometendo À sorte amiga,
que finalmente vãos merecê-la,

se nesta vida alguém perde o telhado,
nas noites estivais, do seu sobrado:
- Irá ganhar um céu, cheio de estrelas!

EM - LIVRO DOS SONETOS, DOS PRIMEIROS AOS PENÚLTIMOS - JOSÉ LUIZ MELO - NOVO ESTILO EDIÇÕES DE AUTOR

A letra...* - NELSON LINEU

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO POETA AMOSSE MUCAVELE

A letra reescrevo-me em cada viver
por vezes tenho-me no que não vivi
como cego tacteio-me
antecipando-me aos instintos
e assim dialogo com a natureza
sem testemunho da certeza

EM - A ARQUEOLOGIA DA PALAVRA E A ANATOMIA DA LÍNGUA - ANTOLOGIA - REVISTA LITERATAS

sábado, 14 de outubro de 2017

Além de ti - PAULO GALHETO MIGUEL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Fosse o que fosse, um dia
Fizesse o frio que fizesse
As dores resolviam-se
Dissipadas mesmo no vento de finas arestas
Onde se cala esse fremir sem dono
Onde ondula sem olhares postos, a paz na areia; que ambos semeamos
Os sorrisos anoiteciam, abraçados ao teu cabelo sem sílabas, quase bom
Cândidos gestos estes gerados do nada, capazes de tudo
Os meus braços, quais eras, frutos desta solidão rara
Agarrados ao chão
Famintos de tudo
Muito para além do tempo

Muito para ALÉM DE TI!

EM - EMINENTES TRANSPARÊNCIAS - PAULO GALHETO MIGUEL - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA 

Tudo o que quero - CLÁUDIO PORTELLA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

Tudo o que quero é descer as dunas
e encontrar o mar.
Tudo o que quero é um pedaço de cuscuz
e um copo de aluá.
É beber da água que não beberei,
sentir mais frio que cobertor,
pagar pelo corpo sobre o meu.
Tudo o que quero é um Deus
com carro importado, cartões de créditos e
uma cobertura com vista pro mar
que me dê tudo o que quero,
nem que seja só tudo o que quero.

EM - PARAPHOESIA - CLÁUDIO PORTELLA - EDIÇÕES CP

Dizes que é amor... - CARLA RIBEIRO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam sobre a autora neste link
Saibam sobre o livro neste link

Dizes que me amas,
Mas ainda nem tentaste
Descobrir no meu olhar
O que sente o meu coração
E silencia em palavras.

Amas, sem saber o que é amar,
Vives sem saber porque vives,
Sonhas sem saber o que é sonhar,
Porque ainda não descobriste
O tanto que juntos podemos amar.

Descobre os meus sonhos
E vive-os comigo.
Descobre o meu amor
E cuida-o, vive-o, sente-o...
E juntos podemos amar.

EM - DESNUDO-ME EM PALAVRAS - CARLA RIBEIRO - MOSAICO DE PALAVRAS

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

34 - JOÃO AYRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR
Saibam sobre o autor neste link

Gosto da desordem
De um tanto incomensurável de caos em qualquer lugar.
Gosto de nomear aleatoriamente coisas sem nexo:
De atirar com meu revólver imaginário num campo repleto de verdes misteriosos.

Gosto de tirar o sentido das coisas
De devolver as mesmas ao seu lugar escuro.

Gosto de tirar a roupa e andar pela casa como se houvesse me despido dos símbolos
Gosto de murmurar o ininteligível para aprender a não decifrar os arredores do que vejo.

Gosto destas manhãs com jeito de morte por asfixia:
Estrangulado nas coisas poucas como uma espinha de peixe.

Gosto de estar assim sem jeito algum frente ao espelho
Gosto de não ver a minha face refletida quando lavo as mãos.

Gosto da desordem
Gosto de desarrumar o quarto e procurar aquilo que sempre esteve à minha frente.

Gosto da falta de qualquer coisa
De buracos ou fossas ou grutas ou cavernas distantes do contato humano.

Gosto de estar quente ou frio como o sol ou as águas que escorrem em meu desterro.

Gosto da desordem seja ela de que natureza for.

Gosto definitivamente do abandono e do caos:

Do silêncio mais profundo quando a noite vem.

EM - POEMAS ESCUROS - JOÃO AYRES - ARMAZÉM DE QUINQUILHARIAS E UTOPIAS

4 quadras - PINHO NENO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR

330
É, de modo sintético e conciso,
Que me digas qual é a tal questão
Que tens para me pôr. E sê preciso:
Utiliza rigor com incisão.

331
- Vou procurar corresponder. Convém,
Contudo, que a resposta que vais dar
Satisfaça o alcance que contém
A pergunta que te ouso disparar.

332
Ei-la, curta e frontal: Quem é Jesus?
- Posso apenas dizer-te que sou eu.
- E quem és tu? Podes fazer-me luz
Sobre essa personagem, sobre o seu

333
Compromisso consigo e com seu Povo
Que o levou ao martírio voluntário?
- Não é fácil tarefa, mas aprovo
A proposta, contigo solidário.

EM - JESUS DE NAZARÉ E AS FÁBULAS DO CRISTIANISMO - PINHO NENO - EDIÇÃO DE AUTOR

Páginas - GORETI DIAS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA
Saibam mais da autora neste link
Podem adquirir o livro neste link

Faço deslizar a minha vida
entre o tempo e a eternidade,
no universo da tua pele.
O meu mundo perde a forma,
os horizontes que a minha vida alcança,
oblíquos e desfocados,
estão em rota de colisão
com a amálgama dos meus sentires...
Brotam da minha pele
máscaras astuciosas,
tolamente enformadas no desejo!
A tua pele cruza-se com a minha
no brilho misterioso da Saudade,
e, num labirinto de carícias,
possuo-te numa história inacabada,
escrita pelo punho solitário do Amor.
Finjo-me analfabeta
e folheio o teu prazer
em perguntas sem resposta,
materializadas em sorrisos inacabados
de uma paixão incompleta,
desenhada a ferro e fogo
nas páginas nuas da minha alma!

EM - LIVRO DO SONHO, DA SAUDADE E DA DESILUSÃO - GORETI DIAS - CUCA MACUCA

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Ignorância - HUGO VIEIRA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

A tua cara
Ilumina o meu peito
E aumenta o meu respeito
Por beldade tão rara.

Sinto um vazio
E saudade - por te não ver.
Não deixa de doer
Este coração, assim frio...

Imaginar a tua voz,
Lendo as palavras que me envias,
Diminui um pouco a distância.

Imaginar um "nós",
No mais puro e lindo dos dias...
Será viver na ignorância?

EM - A CIDADE DA SAUDADE - HUGO VIEIRA - CHIADO EDITORA

Nu de costas - GRAÇA PIRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Deitei-me de bruços revelando,
do corpo, a curva mais perfeita.

Estou quieta. Submissa.
Como quem aguarda o itinerário adiado
das mãos e o lento queixume dos desejos.

Retenho, entre as pernas, os despojos
de todos os prodígios.

Fico assim nua quando, nas horas
diurnas, provo do teu vinho.

EM - FUI QUASE TODAS AS MULHERES DE MODIGLIANI - GRAÇA PIRES - POÉTICA EDIÇÕES

Engrama - TIAGO MOITA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Tudo é visível aos olhos do poeta
que mergulha ávido nos sulcos
das palavras primordiais do vazio
germinadas da levedura do branco
universo akáshico da nudez azul
de uma página

Para além da nossa dimensão porosa
nenhum elemento é estranho a ele
nos labirintos das miragens herméticas
que navegam nos abismos
das gavetas oníricas dos hemisférios

E na sublimação astral da escrita
tatua as metáforas dos retratos,
serigrafia etérea se símbolos e sons
esculpidos durante a cópula muda
dos sentidos

Resultado: uma mandala pictórica
hermenêutica transcendental de um eco
extraterrestre aos uivos das pedras
que vivem no ventre dos espelhos
da água

EM - METANOIA - TIAGO MOITA - CHIADO EDITORA

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Observando estrelas - BERNADETE BRUTO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora neste link

Não entendo de astronomia
somente de sonhos
me alimento
Encontro a utopia
olhando o firmamento
naquela estrela
lá no alto
(apenas uma centelha)
brilhando tão forte!
Aí, por aqui, penso
(ou imagino)
Que terei mais sorte!

EM - QUERIDO DIÁRIO PEREGRINO - BERNADETE BRUTO - NOVO ESTILO EDIÇÕES DE AUTOR

Labaredas de amor - NANDA ROCHA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA ANA COELHO

O meu coração diz que ainda te ama
Apesar dos desgostos que me fizeste sofrer
Esta fogueira que já nem calor emana
Não sei como ainda continua a arder.

O meu peito ainda chama por ti
Se alegra com o pouco que se lhe traga
Obstinado, mas por vezes sorri...
e esta fogueira que não se apaga

Só precisa de um gesto, um carinho, um olhar
Um toque, um sorriso, um terno beijo
Um punhado de frases de humor

É o sustento bastante para alimentar
Esta fogueira interna que só eu vejo
Se incendeia com labaredas de amor.

EM - LIVRO ABERTO - COLECTÂNEA - AUTOR PUBLICA

Memórias recentes - CARLOS PAIVA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Por entre memórias recentes
recordo os traços do teu rosto
e, dos teus lábios, sinto o gosto,
num arrepio de desejo.
Que o meu corpo percorre
como chama que não morre
e alimenta esta paixão.

São memórias dormentes,
fazendo-me sofrer, à distância
e esperando com ânsia
que num passe de mágica
este pesadelo se transforme
num sonho de quem dorme
abraçado à felicidade.

EM - TANTO MAR - CARLOS PAIVA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA