Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 19 de agosto de 2017

Evidência - TIAGO MOITA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Esquecer-te foi a suprema loucura
que apaguei da enciclopédia das raízes
e dos silêncios que cinzelei
no dia em que, juntos, coagulamos
a voragem do tempo em nós

Fingir o que nos aconteceu
foi um sarcasmo esdrúxulo
de uma ferida absorta

Apartámos o néctar do vinagre
numa profana comédia
de diálogos surdos
e memórias sanguíneas
do que fomos

Mergulhámos na espuma das ostras
para esculpir em incêndio rutilado
pelo feitiço das almas mudas
que lançámos para o sonho das horas
de tudo o que seremos aqui
e agora.

EM - METANOIA - TIAGO MOITA - CHIADO EDITORA

Sombra e espelho - BERNADETE BRUTO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora neste link

Uma parte de mim
é como você
com tantas qualidades
que dá gosto de ver!

Mas aquela sua imagem
feia e sombria
não quero nem ver...
pois não sei
o tanto que é minha
e quanto é de você!

EM - QUERIDO DIÁRIO PEREGRINO - BERNADETE BRUTO - NOVO ESTILO EDIÇÕES DE AUTOR

Marcas da vida - MILA LOPES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO POETA DAVID MARQUES

Marcas cicatrizadas no rosto
que na nossa alma se fixam
e se imortalizam
e nunca se esquecem
marcas que revelam
sonhos e quimeras
e na vida se concretizam.

Marcas distorcidas de palavras
ligadas a um elo eterno.

Marcas do tempo dum passado
de lembranças sentidas.

Marcas de solidão
sentimentos vertidos no coração.

Tudo na vida são marcas
que às vezes não esquecemos
que assolam a nossa alma
há marcas de solidão
há marcas de paixão
há marcas de uma vida
que ferem o coração.

EM - ALMAS UNIDAS NUM SÓ ESPÍRITO - COLECTÂNEA - EDIÇÃO DE AUTOR

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Impertinente incompreensão... - PAULO GALHETO MIGUEL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Ofereci-te tanta coisa...
Confuso, faltaram-me ideias...
Inocente, pousei, podendo voar...
Imperceptível, escolhi pousar a teu lado...
Na sombra preferi escutar-te em silêncio...
Porque sei o peso das palavras...
Enquanto ou outros escolhem as pessoas perfeitas...
Eu elegi do que mais precisava...
Não estou a teus pés...
Mas sei que não acabarei sem ti...
Se por certo te sentir... saberei o que fazer de mim...

Sim, revelarás tudo em que PENSO!...

EM - VOZES QUE SANGRAM - PAULO GALHETO MIGUEL - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

III - CIDA PEDROSA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber mais da autora neste link

Vim do pó das estepes do sertão
Batizada no fogo da quimera
Fui testada no reino da monera
Pra dizer que o certo não é são
Na estrada pus cruzes rente ao chão
A moldura pra dor se aninhar
Poesia é o espaço pra voar
E por isso te digo sem engano
Eu prefiro um galope soberano
À loucura do mundo me entregar

Mote de Zé Ramalho

EM - CLARANÃ - CIDA PEDROSA - CONFRARIA DO VENTO

Sou um ser mortal - GABRIELA ALMEIDA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Sou um ser mortal
Como tantos outros.
Já fiz bem e mal
Pois errar é humano.
A quem me respeita
Eu respeito igual.
De cabeça erguida
Sempre eu vivi.
E os bons princípios
Pois neles nasci.
Tenho minhas mágoas
Mas mal não desejo.
Não preciso espelho
Eu assim me vejo.

EM - O SENTIMENTO E A TRADIÇÃO - GABRIELA ALMEIDA - CHIADO EDITORA

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Comboio - ANA MARQUES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Atravesso a linha
na ponte pedonal.
O comboio
impiedoso
passa por baixo
das minhas pernas.
Corre para mim.
Foge para longe.
Ou não fosse
mais uma
inequívoca
coincidência.

EM - BARRIGA DE POEMAS - ANA MARQUES - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Montanha mágica - SUPINO LATINO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Sabemos que as noites connosco serão claras.
Que dois corpos em conjunção
Iluminam o quarto do mundo.
Que nos olhares aliados
São cumpridas as promessas
De mulheres e homens instantes.
Que não precisaremos de subir a pulso
O cume
De onde avistaremos cristalinamente
Tu e eu,
A mesma alma.

EM - NO COMEÇO DA NOVA TRAVESSIA - SUPINO LATINO - CHIADO EDITORA

Lindos campos - PAULO GOMES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Que verdes campos são
Estes que contemplo
Da chuva molhados
Belos de Portugal ou não
Que não vê-los lamento
De olhos fechados?

Que sonhos são estes
Que agora tenho
Que outros esqueci
E penso por vezes
Se por onde venho
Te encontro a ti?

Que verdes são os campos
Molhados pela chuva
De Portugal ou não
Que me dão os anjos
Que negra água turva
Te trazem pela mão?

EM - QUADRAS DE AMOR VOL. I - PAULO GOMES - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Criança - ANTÓNIO MANUEL ESTEVES HENRIQUES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

O que quer dizer o dia da criança
A criança vive a vida dia a dia
O Mundo já não tem pingo de esperança
De vir a ser melhor, já não confia

Criança pobre, suja, esfaimada
Como será triste o teu viver
Contrastando com criança rica e mimada
Que tudo tem e nada lhe dá prazer

Ó Mundo louco em que todos estamos vivendo
Que tão maltratas as crianças que são pobres
Deixando-as à dor e à míngua ir morrendo
Mas gabando-se de ter sentimentos nobres

O Amanhã do Homem são as crianças
São elas que nos garantem o Futuro
Porque se desprezam então as esperanças
De um modo tão Desumano e Obscuro

Criança, nunca deixes de Sonhar
Sonhando é que o Mundo se vai movendo
E Tu Adulto, nunca deixes de Amparar
Todas as crianças do Mundo que estão Sofrendo!

EM - PEDAÇOS DE MIM, O POETA E A VIDA - ANTÓNIO MANUEL ESTEVES HENRIQUES - CHIADO EDITORA

Há dias... - CELSO CORDEIRO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

Há dias que queremos esquecer,
há dias que queremos recordar,
há dias que queremos repetir
e até eternizar.

Estes últimos são os dias
que queremos preencham nossa vida,
que se fundam com ela, que sejam,
em suma, a essência da própria vida.

Obrigado! E que o dia de ontem
seja doravante a nossa vida, que a paz
e a tranquilidade com que contagias
brilhe eternamente nos teus olhos.

EM - (CON)FUSÃO DE LETRAS - CELSO CORDEIRO - CHIADO EDITORA

Às vezes - MARIA LUZ

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Às vezes tenho dificuldade em viver o hoje, porque
me prendo ao ontem.
Às vezes quero voar e não tenho asas.
Às vezes quero pintar e faltam-me as cores.
Às vezes perco-me de mim e não entendo os meus poemas.

E vivo nas asas do sonho.
Nas asas do sonho viajo.
Por lugares que imagino.
Em busca de algo novo.
Às vezes no meu sonho encontro a minha realidade.

EM - CHÁ DE TÍLIA - MARIA LUZ - MODOCROMIA

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Estou no meio - JOSÉ LUIZ MELO

Estou dentro de um nó que me enovela
num novelo compacto de curvas,
que se enovelam nele e enrolam nelas,
e se encharcam depois dentro da chuva.

No buraco do nó estou; nas uvas
dos meus olhos pejados de cancelas;
no sentimento antigo das viúvas,
nas camisas de força das janelas.

Estou dentro do nó. Estou no meio,
estou num abscesso e no receio
de me liquefazer quando explodir.

Estou dentro de um fruto que apodrece,
que quer crescer no entanto não mais cresce,
que quer se dar mas não se pode abrir.

EM - LIVRO DOS SONETOS, DOS PRIMEIROS AOS PENÚLTIMOS - JOSÉ LUIZ MELO - NOVO ESTILO EDIÇÕES DE AUTOR

Respostas - TERESA DUARTE REIS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora e adquirir o livro neste link

Amo as florestas, porque verdes
Admiro o mar, porque fresco
Anseio a lonjura, porque surpresa
Aprecio os frutos, porque doces
Adoro os sorrisos, porque alegria
Quero a poesia, porque escrevo
Espero o amanhã, porque esperança
Desejo a paz, porque calma...

EM - PORQUE OS SILÊNCIOS TAMBÉM SE ESCREVEM - TERESA DUARTE REIS - EDIÇÃO DE AUTOR

Poema inacabado - VÍTOR. C

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR

Despedi-me de ti,
sem tu teres chegado...
abracei-me a ti,
sem me teres tocado...
mos teus olhos olhei,
sem me teres olhado
e triste eu fiquei
sem tu teres notado...
Rasguei-me em pedaços,
exaltaste maravilhada...
invoquei os meus cansaços,
sorriste descansada...
feri-me com as mãos
que nunca pousaste em mim
e foram esforços vãos
os que ditaram um fim...
O meu sorriso satisfeito
concluiu o poema inacabado...
nem ficou dor no meu peito
nem o romance foi iniciado!

EM - SOU TEU - VÍTOR. C - CHIADO EDITORA

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Tardias confissões - PAULO DE CARVALHO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem conhecer o autor neste link

Distantes dias tardias confissões...
Vidas!
Vidas! Vidas! Vidas!
Tantas vividas em doce sal.
Túrgido manto sopro do espanto
Esperanto antro de minhas esperas.
Desespero do dia repetido final.
Deserto!
Dá-me deserto, pois tenho sede.
Dá-me a rede, pois que anseio a morte.
Dá-me seios, pois que sou deleite
Lírio que não te quero branco.
Quero a morte mais bela
Como o canto do uirapuru
No velho oiti que nunca mais vi.
Quero ao menos a saudade de teu canto
Já que encanto não mais há.
Não!
Não a morte - aquela, que um dia, insolente,
Virá me beijar.
Quero aqueloutra louca louça
Prato de minhas faltas.
Quero minhas falhas solenemente louvadas
Em corais de louva-a-deus
Perfilados fiéis soldados
Em assolados solos de minhas vaidades.
Legiões de bravos gafanhotos
A devorarem minhas verdes frescas tenras verdades.
Sim!
Sim! Eu a anseio apoteoticamente.
Venha a mim em meus ontens hoje - amanhãs por sempre
Mata-me de vida.

EM - KYRIE - PAULO DE CARVALHO - BIBLIOTECA 24X7

Motivo indiano antiquíssimo (MIA) - CLÁUDIO PORTELLA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

De vez em quando alguém MIA
No meu ouvido
e eu percebo na estampa do seu vestido
que não posso,
não posso
continuar a vestir-me
com um motivo
que não sei para que serve.
A não ser me distrair
daquilo que não sei fazer
sozinho.
Se não sei fazer só
não vale a pena fazer a dois.
E eu ergo a taça do veneno indiano
brindando nossa união antiqüíssima:
A nós,
Dois!

EM - PARAPHOESIA - CLÁUDIO PORTELLA - EDIÇÕES CP

Natureza - ANA CASANOVA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Oiço pássaros a chilrear
No silêncio...
Fecho os olhos e consigo até
Vislumbrar a brisa que acaricia as folhas das árvores
No outro lado da rua. Ainda está fresco e flores
Desabrocham nos canteiros indiferentes a tudo.
Como sempre a natureza cumpre o seu destino
Enquanto me entrego a uma folha de papel
Tentando cumprir o meu
Pois esta é
A minha natureza.

EM - A RAZÃO DO POEMA - ANA CASANOVA - EDIÇÃO DE AUTOR

domingo, 13 de agosto de 2017

Marcas do tempo 2 - ALVARO GIESTA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Saibam sobre o autor e como adquirir o livro neste link

correm nas mãos estas marcas
como línguas de fogo sagrado
num cortejo sábio
que a ferocidade do tempo
esculpiu no marulhar incessante da vida

como se fossem pedra angular
os domínios do tempo teceram
palavras-marcas-memórias
para que falassem um dia

e se erguessem como
cacos de um capitel que se hão de juntar
e justapor para dizer ao homem
das suas glórias

EM - OBLÍQUO É O TEMPO - ALVARO GIESTA - EDIÇÃO DE AUTOR

4 quadras - PINHO NENO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR

9
Não constitua, embora, novidade
O facto de me ser atribuída
A autoria, como foros de verdade,
de actos a que não dei qualquer guarida.

10
O certo é que isso pode provocar
(Provoca com certeza) situações
Bem capazes de vir a degradar
Entre amigos fraternas relações...

11
-Ena! que exagerado me saíste!
Ninguém comigo ousou falar de ti.
Assim, tão ácido e de verbo em riste,
Não conheço o rapaz que conheci.

12
-Agressivo, ou melhor, precipitado,
Não soube controlar a emoção...
-Eu sei que a mágoa não te tem poupado,
Mas não podes perder nunca a razão.

EM - JESUS DE NAZARÉ E AS FÁBULAS DO CRISTIANISMO - PINHO NENO - EDIÇÃO DE AUTOR

Deixa cantar-te - CLÁUDIO AMÍLCAR CARNEIRO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Mulher, deixa cantar-te ousadamente
Ao som das águas claras da ribeira.
O rouxinol, aqui desta freixeira,
A sua amada canta docemente.

Enquanto harpejo canto convincente,
Esbelta e sedutora feiticeira,
Inclina o busto ebúrneo de maneira
Que o veja reflectido na corrente.

Mas não fites assim com tanto ardor,
Excelsa dama, um rude trovador
Enamorado, que por ti se perde.

De ver-nos neste enleio, prenda minha,
Ondulando, parece que caminha
Em direcção a nós a seara verde.

EM - O DESPERTAR DA ALMA PORTUGUESA IN SONETOS - CLÁUDIO AMÍLCAR CARNEIRO - CHIADO EDITORA

sábado, 12 de agosto de 2017

Cântico de espumas - CARLOS MARREIROS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO POETA AMOSSE MUCAVELE

Cada gota de suor, uma pérola
E no oceano do teu corpo
Solto as velas da tua pele
Navego a plenitude numa concha
E vejo as ondas desfeitas
Na cordilheira dos teus búzios.

EM - A ARQUEOLOGIA DA PALAVRA E A ANATOMIA DA LÍNGUA - ANTOLOGIA - REVISTA LITERATAS

Mulher com gravata preta - GRAÇA PIRES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Se eu escrevesse um poema
havia de fazê-lo sobre a areia
para que viesse o mar, ou a chuva
exaurir o sentido das palavras.

Houve, na minha infância,
um mar antiquíssimo com barcas
acendidas no meio da noite.
Um vínculo sagrado ou de sangue
me liga à memória das ondas.

Da harpa da lembrança tangem as cordas
mais sensíveis na demanda de veleiros
brancos para incendiar novembro.

Nem sei por que comecei a usar,
quase em sobressalto, uma gravata preta.

EM - FUI QUASE TODAS AS MULHERES DE MODIGLIANI - GRAÇA PIRES - POÉTICA EDIÇÕES

O amor é... - NANDA ROCHA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Sentir-me feliz quando penso em ti
Deixar a tristeza, contigo a meu lado
É a simples poesia que p'ra ti escrevi
É saber o que dizes... mesmo calado..

É...
Sentir o teu calor, mesmo que chova
É sorrir, mesmo que chore
É correr, mesmo que não me mova
É partir, sem me ir embora.

É...
Sentir-me presa e querer
Dessa prisão, jamais sair
É dar-me mesmo sem saber
É beijar teus lábios e sorrir.

Afinal, o amor é o quê?
Se...
Nem mesmo os grandes poetas
O souberam cantar...

EM - BRISA POÉTICA - NANDA ROCHA - POESIA FÃ CLUBE

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Prometo falhar - CARLA RIBEIRO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Saibam sobre a autora neste link
Saibam sobre o livro neste link

Prometo falhar,
Para aprender a caminhar.
Não quero perfeição,
Quero apenas a tua verdade.
Não quero perfeição,
Tu não a tens para me dar
Nem eu ta quero dar.
Eu quero falhar
Para aprender a melhorar,
Ensinar o caminho
E por ele eu caminhar.
Quero chorar,
Quero sorrir,
Mas sempre que quero caminhar.
Prometo apenas caminhar
Seguir, mesmo quando vou ter que me levantar,
Escalar, para ao topo eu chegar,
Apanhar pedras, para o meu castelo fortalecer,
Pois são estas imperfeições
Que me vão fazer lutar
Para melhor eu fazer.
Prometo falhar
Para conseguir caminhar.
Não quero perfeição
Nunca isso eu te pedi
Pois não tens para me dar
Nem eu ta vou dar.

EM - DESNUDO-ME EM PALAVRAS - CARLA RIBEIRO - MOSAICO DE PALAVRAS

Premonições - MARIA FÁTIMA SOARES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA ANA COELHO

Quando as rosas forem só espinho...
recorda-te dos afagos que me dispensaste
arranhões que deixaste,
no percurso que fizeste,
em vão...
Para te afastares de mim.
Nunca... nunca me esquecerás
e ardo-te, mais que o álcool que ingeres noite dentro, garganta abaixo.
Estou-te sobre a pele guardada, também por mim... arranhada
sem nunca por ti me roçar.
Quando as rosas forem só espinho... tu continuarás só dor e sangue.
E de mim te lembrares.

EM - LIVRO ABERTO - COLECTÂNEA - AUTOR PUBLICA

Magia - JOSÉ FERNANDO DELGADO MENDONÇA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam mais do autor neste link
Saibam mais do livro neste link
Conheçam a editora neste link

era o sinal
combinado
vesti
a capa vermelha
vieram amigos
de todo o lado
tudo foi fácil
as flores floriram
os lábios beijaram
as crianças brincaram
e aquela gente
cinzenta
viu
que era outro tempo
tempo de coragem
tempo de luta
tempo de verdade
a verdade chegara
límpida
(como a água da fonte)

EM - DIAS CLAROS - JOSÉ FERNANDO DELGADO MENDONÇA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA 

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Solidão - GORETI DIAS

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA
Saibam mais sobre a autora neste link
Podem adquirir o livro neste link

As minhas lágrimas escurecem em mim
o céu da minha noite.
Entre os raios da lua nova
caminho sem ver.
Os meus passos perdem-se
por entre o frio que me gela a alma;
a escuridão devora-me a vida
no silêncio dos sentidos
que as certezas trespassaram!
Perde-se o alento...
Perco-me na dúvida de um rumo...
A saudade vagueia entre verdades...
Na loucura dos sentimentos,
cúmplice de beijos e ternuras,
reencontro a solidão,
companheira amada.
Inanimada me entrego às suas mãos.
Curandeira eficiente
das queimaduras que o Amor traça,
sutura as veias que teimam lançar fogo...
Em mim mesma!...

EM - LIVRO DO SONHO, DA SAUDADE E DA DESILUSÃO - GORETI DIAS - CUCA MACUCA

Abril sitiado - FREDERICO SPENCER

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem conhecer o autor neste link

O que não foi revelado
virou chumbo no começo de abril:
homens de chumbo deceparam abril
entre nuvens cor de chumbo
descoloriram abril
fecharam os corações
e as estradas de abril.
Calaram vozes e bocas
nos soturnos calabouços de abril.
Abril não nasceu.
em abril, só lágrimas transbordaram
em abril, embotado de chumbo e aço
amordaçado abril,

sitiado abril.

EM - ABRIL SITIADO - FREDERICO SPENCER - EDIÇÕES BAGAÇO

Poema do tempo - JOSÉ MANUEL FIGUEIREDO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

o tempo não passa em vão
leva consigo a luzinha
os barcos de pesca à linha
uma mão dentro da mão
no areais a pegada
de alguém que se avizinha
a noite toda inteirinha
foscamente iluminada
os cavalos e o dragão
(e os pinhões duma pinha)
que são filhos da rainha
o tempo não passa em vão

EM - UM MUNDO DE FACAS - JOSÉ MANUEL FIGUEIREDO - CHIADO EDITORA

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Depuração - TIAGO MOITA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o auto neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Sentado num rio de murmúrios e sombras
observo o bailado geométrico do lápis

Mergulho na espuma da tarde
no sono etéreo da noite
e procuro absorver o Todo
na clarividente contingência
das metáforas canónicas
do olvido

Depurei o sangue e o sal dos olhos
num salto quântico
mergulhei num oceano
de palavras primitivas
regressando à epiderme do mundo
onde o poema é uma viagem
e a vida repousa

EM - METANOIA - TIAGO MOITA - CHIADO EDITORA

Som da madrugada - BERNADETE BRUTO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora neste link 

Na madrugada a sinfonia
cigarras com bem-te-vis
um coro juntos iniciam
ao fundo a sonoridade compondo
ruídos de ônibus se deslocando
Esse prelúdio da mudança gradual
do natural para o artificial
-antes que o caos roube a paz-
avisa que ainda dá tempo
para um cochilo a mais.

EM - QUERIDO DIÁRIO PEREGRINO - BERNADETE BRUTO - NOVO ESTILO EDIÇÕES DE AUTOR

Na praia de Stª Helena - LISKA AZEVEDO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELO POETA DAVID MARQUES

Lembranças! Quantas lembranças...
De tu e eu, em crianças...
Naquela praia, em Santa Cruz.
Recordações dum passado
Que contigo - hoje - a meu lado
Agradeço ao Senhor Jesus!

Armaram-se as barraquinhas
E as gaivotas (quais andorinhas)
Enfeitam as ondas do mar.
Na praia da nossa infância...
Dunas e Arribas - à distância -
Sabem-nos bem conquistar.

Caminhámos p'la marina;
Rompendo alguma neblina...
Vimos o Sol... a Nascente.
E acima da escadaria,
Uma criança que ria,
Que não nos era... indiferente.

"Avó! Avô!" Corria p'ra nós,
era música... a sua voz
Na bela praia de Santa Helena.
E naquele Extenso areal...
Nesta praia, em Portugal,
Só perder a Mocidade me deu pena!

EM - ALMAS UNIDAS NUM SÓ ESPÍRITO - COLECTÂNEA - EDIÇÃO DE AUTOR

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Deserto de ideias... - PAULO GALHETO MIGUEL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

A verdade apenas está nas palavras...
Nem sempre no que fazemos...
Importa-me o tempo...
Nem sempre aquilo em que penso...
Custo a conviver com a minha própria opinião...
Qual labirinto de vontades...
Acostumei-me demais com aquilo que não me faz falta...
Demorei a merecer o amor de alguém...
Comecei a mudar devagar...
Por me importar com a direcção...
Hoje vivo de escolhas...
Esperando pela força...

Que irei sentir AMANHÃ!...

EM - VOZES QUE SANGRAM - PAULO GALHETO MIGUEL - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

II - CIDA PEDROSA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora neste link

Esse som ancestral que me consome
Tem raízes nas plagas sertanejas
Me dá vida a catar longas pelejas
Marca a alcunha de bardo no meu nome
Cicatriz feita em carne jamais some
A herança que trago dos meus pais
É a música que flui para os meus ais
Na viola tem sua resistência
Na palavra o espaço de clemência
E martela o verso a pedir mais

EM - CLARANÃ - CIDA PEDROSA - CONFRARIA DO VENTO

Água cristalina - GABRIELA ALMEIDA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Água cristalina
Que a sede matou
A quem por rotina
Por ali passou.

Em anos de seca
De água escassez
Pessoas em fila
Aguardam sua vez.

E o cântaro cheio
Que com tempo fica
De água fresquinha
Da fonte da bica.

EM - O SENTIMENTO E A TRADIÇÃO - GABRIELA ALMEIDA - CHIADO EDITORA

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Barriga de poemas - ANA MARQUES

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Escrevo
porque me fizeste
crescer
uma barriga de poemas.
À revelia
lutam
por ver a luz
do dia,
independentes
da minha vontade.

EM - BARRIGA DE POEMAS - ANA MARQUES - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Nestes veleiros - SUPINO LATINO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Recordo-te doce
No sentimento do dia a dia.
Recordo-te única
No toque do nosso olhar.
Recordo-te agora
Que o rio está a acenar.
E vivo para te recordar novamente
Até que o sempre acabe
Em mais um beijo além-mar.

EM - NO COMEÇO DA NOVA TRAVESSIA - SUPINO LATINO - CHIADO EDITORA

Passos na relva - PAULO GOMES

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

Passos marcam a relva
Entre o luar e o luar
Tudo é montanha e selva
Sente-se alguém a passar

Passa, pisando ao de leve
O chão que o luar desmente
Num momento que ninguém teve
De o pisar tão levemente

É vampira ou uma fada
A forma ninguém a vê
Penso ser a minha Amada
Sinto e a saudade crê

EM - QUADRAS DE AMOR VOL. I - PAULO GOMES - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

domingo, 6 de agosto de 2017

Uma rosa vermelha - CARLOS PAIVA

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o autor neste link
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

É só uma rosa para o meu amor.
Uma rosa vermelha, desabrochando.
Amor do meu coração se apropriando,
deixando que se ouça ao longe o rumor.

Construindo de palavras esse jogo,
exprimindo desejos e sensações,
calados bem fundo por emoções
que, no silêncio, queimam como fogo.

Encontrar-te sorrindo, à minha frente,
é mais do que consigo dizer.
Porque me deixa mudo, de repente.

Tão louco pode o amor ser,
não se evita, mesmo que se tente,
porque é magia, faz-nos viver.

EM - TANTO MAR - CARLOS PAIVA - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

A vós, poetas! - CELSO CORDEIRO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELO AUTOR
Podem saber do autor e adquirir o livro neste link

A poesia não tem dia,
porque ela é parte do dia-a-dia
das noites em que minha alma chora
e nas tardes que minha alma canta.

Poesia é mar de emoção,
é amasso em momento de paixão,
é abraço fraterno em sofreguidão,
é o breu que se abate nas trevas.

Poesia é voz que sai do coração,
é um grito mudo na escuridão,
desespero de ao mundo dizer não
quando o caminho nos fere.

Poesia é voz de inseguranças,
é cego e surdo arrebatamento,
é mar de angústias e lamento
quando a voz cala cá dentro.

Poesia é Nobre, Régio e Espanca,
é Camões, Pessoa e outros tantos
a quem me curvo no seu sentir
de vida vivida todos os dias.


EM - (CON)FUSÃO DE LETRAS - CELSO CORDEIRO - CHIADO EDITORA

Mudança - MARIA LUZ

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Tenho aprendido a não lutar comigo.
Se me dá prazer não tenho de saber porquê.
Dá e ponto final.
Durante anos gostei de preto e branco, agora gosto
mais de roxo.
Não gostava de iscas mas agora gosto.
Mudei de ideias não ideais.
Mudei de opinião e a vida é isso, mudança.
Não penso como quando tinha 20 anos se pensasse da
mesma forma não teria vivido.

EM - CHÁ DE TÍLIA - MARIA LUZ - MODOCROMIA

sábado, 5 de agosto de 2017

Fado - ANA CASANOVA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA AUTORA

Amar é o meu fado
Sem saber de meu destino
É dentro do meu peito
Que encontro o retorno
Deste amor
Em que me afundo
Alimenta-me dia e noite
Vivendo cada dia
Como último e primeiro...
Neste amor de
Que me inundo

EM - A RAZÃO DO POEMA - ANA CASANOVA - EDIÇÃO DE AUTOR

Vive/versa - TERESA DUARTE REIS

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO PELA AUTORA
Podem saber da autora e adquirir o livro neste link

Rio ou mar
vento de mil bafejos
Sol ou lua
Paleta de mil cores
Céu ou chão
Suspiros de mil lamentos.
Noite ou manhã
Poesia de mil viveres
Num desaforo de escrita
Sem destino
Num repetir de desabafos
Sem cansaço
Num infindável desfiar
De anseios sem resposta.

EM - PORQUE OS SILÊNCIOS TAMBÉM SE ESCREVEM - TERESA DUARTE REIS - EDIÇÃO DE AUTOR