Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Corrosão - JOÃO CARLOS ESTEVES

Gastei as memórias de ti
em palavras murmuradas
e vertidas no papel

Minhas mágoas afogadas
em feérica ascensão
de mortalhas enredadas
nas palavras encastradas
neste pedaço de tempo

Fuga final sem refúgio
doce loucura venenosa
corroeste a minha alma
assassinaste o meu sentir

Gastei as memórias de ti
nestas palavras sem nexo

EM - GOTAS DE SILÊNCIO - JOÃO CARLOS ESTEVES - TEMAS ORIGINAIS

1 comentário:

  1. Na realidade é um texto corrosivo, por si, no seu conteúdo.
    Penso tratar-se de um desabafo urgente.
    Espero que seja superado.
    Grata.

    ResponderEliminar