Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 20 de maio de 2018

III - EMANUEL LOMELINO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO PELA EDITORA
Saibam de Jesús Recio Blanco aqui
Saibam de Emanuel Lomelino aqui

Esse olhar de ânfora e infinito
alberga todos os horizontes,
todas as fantasias,
todas as possibilidades
que meus olhos não enxergam.

Esse olhar de âmbar e nudez
é a casa das cores primordiais,
dos conceitos
e das tonalidades
que jamais saberei reconhecer.

Esse olhar amplexo e de ausência
é desconforto nas minhas palavras
e vazio da minha ignorância.

EM - POLICROMIA PARA CEGOS - JESÚS RECIO BLANCO/EMANUEL LOMELINO - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

1 comentário:

  1. Um poema muito compacto, penso que não consegue reconhecer o olhar que e dá porto de abrigo, e o olhar que se revela talentoso. Já ,perante o olhar que o abraça , desconforta-o , rejeitando-o. Tem a ver com a sua incapacidade e falta de lucidez para distinguir quem o ajuda .

    ResponderEliminar