Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 9 de junho de 2012

As cadeiras - JOÃO LUÍS BARRETO GUIMARÃES


À aula de
quarta-feira assistiram 13 alunos e
27 cadeiras. Em resumo: a sala cheia.
Quando a
lição terminou os 13 alunos partiram e
acto contínuo contei 20 casais de cadeiras.
Às aulas que tenho dado nunca faltam
as cadeiras
ficam a ouvir-me caladas
(as costas muito direitas).
É bom de ver que as cadeiras entendem
tudo à primeira
parecem bem mais maduras (mais
pés
assentes na terra).

EM - POESIA REUNIDA - JOÃO LUÍS BARRETO GUIMARÃES - QUETZAL

1 comentário:

  1. Gostei deste poema, apontando para uma situação muitas vezes questionada. É certo que nos ocorre a maneira como nos tratam em relação aos objectos...

    ResponderEliminar