Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 29 de abril de 2012

Já de ti meus olhos partem - NATÁLIA CANAIS NUNO


Na hora de acordar não estás comigo
Sombrios meus olhos coalham de tristeza
Vive meu coração ao acaso sem abrigo
Emparedada minha alma, em teu lugar incerteza.

Triste desígnio, que provoca em mim fronteira
Me faz ameaças me põe algemas nos braços
Perturba minha caminhada, só há já canseira
E a tua ausência Amor? A dádiva dos abraços.

Que ninguém mais, olhe meus olhos feitos rio.
Nem meu rosto onde o sorriso ficou embaciado
A dor gasta, faz moer, trago a vida por um fio.

Quisera que sentisses o sabor do abandono
Agudos espinhos e solidão no peito desolado,
Das rajadas geladas... da partida do Outono.

EM - PESA-ME A ALMA - NATÁLIA CANAIS NUNO - LUA DE MARFIM

Sem comentários:

Enviar um comentário