Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Finito - ANA CASANOVA


Quando te abraço
quero dar-te vida
quando me olhas
sinto o teu grito no silêncio
quando te beijo
queria que fosse eterno...

Deixei criar o sonho no meu peito
inventei risos de alegria
construí pontes de harmonia
criei laços de ternura
bordados de desejo...
E tudo isto sabendo
que a realidade
é o finito.

IN - NÓS ETERNOS - ANA CASANOVA - TEMAS ORIGINAIS

1 comentário:

  1. QUE me perdoe,Manu, mas dei com este poema que me fez reviver reflexões, e no presente me faz lembrar um rendilhado,em fino tecido tradicional, ou até um diadema em filifrana, tão peculiar da terra de onde eu vivo. Traduz um manancial de emoções, controladas,é certo.

    ResponderEliminar