Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

E alegre se fez triste - MANUEL ALEGRE


Aquela clara madrugada que
viu lágrimas correrem no teu rosto
e alegre se fez triste como se
chovesse de repente em pleno Agosto.

Ela só viu meus dedos nos teus dedos
meu nome no teu nome. E demorados
viu nossos olhos juntos nos segredos
que em silêncio dissemos separados.

A clara madrugada em que parti.
Só ela viu teu rosto olhando a estrada
por onde um automóvel se afastava.

E viu que a pátria estava toda em ti.
E ouviu dizer-me adeus: essa palavra
que fez tão triste a clara madrugada.

in... Poesia vol. I - MANUEL ALEGRE - Dom Quixote

Site da editora aqui

2 comentários:

  1. A CURIOSA FEZ A SUA HOMENAGEM AO AMIGO HOLD EM NOME DE TODOS. GOSTARIA DE VIR..
    VOU TE ESPERAR.
    ESTAMOS COM SAUDADES DELE.
    UM GRANDE AMIGO QUE FOI PARA JUNTO DE DEUS.
    QUE ELE DESCANSE EM PAZ, BEM JUNTINHO DE DEUS.
    CARINHOSAMENTE,
    SANDRA

    ResponderEliminar
  2. Não se afasta da sua genética poética. É um poeta que mais exprime o seu exílio e o que mais adora a sua patria. Aqui deve referir-se à sua partida.Gosto muito da sua obra poética, não fosse eu estudante em Coimbra, no período colonial.

    ResponderEliminar