terça-feira, 29 de junho de 2021

Maria Isabel - GUSTAVO LUCENA DE MELO

LIVRO GENTILMENTE CEDIDO POR IN-FINITA
Conheçam a In-Finita neste link

Do ventre escolhido
Despojado com o amor de um sonho revel
O fruto mais doce
Da colheita mais farta
Tão doce como mel
Este ventre nos trouxe, em oito meses do céu,
a mando do próprio Emmanuel,
A princesa mais linda na monarquia do meu coração,
a princesa Maria Isabel.

Gestada também em meu peito
Durante o tempo em que seu endereço era o ventre.
Sentia desde o início um amor incoerente, superior
a tudo que se sente, ou se pode imaginar possível.

Gratidão à divindade
Que me deu imensa felicidade.
Rogo por vitalidade para acompanhar e guiar seus passos,
para que sempre que o mundo te derrubar
possa te acolher em meus braços.

Tudo que me for possível
Te darei com amor, apesar de que na vida a gente ganha
e a gente cai,
Terá por todo o tempo que a vida me conceder o maior
amor que um homem pode dedicar a alguém,
o amor do seu pai.

EM - TOCA A ESCREVER 2021 - COLECTÂNEA - IN-FINITA

2 comentários:

  1. Linda demais. Amei... Senti cada verso do poema... Parabéns 👏👏👏👏👏👏

    ResponderEliminar
  2. Parabéns 👏👏👏👏 se não estou enganada você leu esse poema no Instagram foi feito pra sua filha 💙👏👏👏👏👏

    ResponderEliminar