Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 18 de novembro de 2018

Sufficit cuique diei sua malitia* - ANA PAULA BARBOSA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CARLOS ARINTO

Chega uma vida para amar?
Quantos segundos alberga a eternidade?
Coisa de minutos e de lápis partidos,
A decantar instantes coloridos - ou a branco e preto.

Morrer e renascer num (único) beijo, queres?
Ser tua gueixa, concubina - apetece-te?

Trago a última sílaba sentida,
Onde me deito até ser dia.
Advirá um amar, assim, turbulento ou instantâneo,
Efeméride eterna, infernal inquietude,
Enquanto o teu corpo me quiser,
Enquanto o meu corpo te desejar.

* "A cada dia basta a sua pena"

EM - CADERNOS DE POESIA - ANTOLOGIA - CÍRCULO ARTÍSTICO E CULTURAL ARTUR BUAL

1 comentário:

  1. Muito interessante este poema. Lança perguntas. Eu que o li ,fiquei com a percepção que era para mim. A tudo eu respondo - não quero, nem aspiro. Já tive um e chegou para me cansar. Bastam -me os males de cada dia.

    ResponderEliminar