Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

sábado, 16 de junho de 2018

Confissão - MARCIA BARROCA

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link
Conheçam a IN-FINITA neste link

Hoje pensei
Paradoxo é seu amor Flora
Ama e odeia com a mesma intensidade
e sobre seu destino
o tudo e o nada resplandecem

Num dia fera tranquila
no outro água que arde
Em dias pares calma aparente
em  dias ímpares  faminta luz

Seu eu interno é paciência e turbilhão
festa sem embriaguês
velório sem solidão
É corpo que grita
entregue ao silêncio

Seu eu externo
denuncia a tristeza
do olhar iluminado
pelo brilho fosco
da contemplação

Entretanto Flora
na origem
ou no espaço final
seu mundo sonhado
é arte vomitando no vazio

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS - ANTOLOGIA - IN-FINITA

1 comentário:

  1. Análise do campo de contradições,na personalidade de Flora. De tudo isto, acabou por não ser nada.
    Gostei

    ResponderEliminar