Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

terça-feira, 29 de maio de 2018

Absorta - JOSÉ LUIZ MELO

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR IN-FINITA
Saibam mais do projecto conexões neste link

Conheçam a IN-FINITA neste link

Foi de repente, − vi, você surgiu,
quando não mais julgava que viesse
com tanta pressa. O véu então se abriu,
como se a noite, enfim, amanhecesse.

Estrelas gorjeando, − o que se ouviu,
quando beijei seu rosto. Se perdesse
o céu, nada perdeu, quem possuiu
azul maior que o céu, se merecesse.

Hoje, quando um verão explode fora
da janela, em minha alma, nesta aurora,
um outono zangado bate à porta.

Insiste para entrar; eu distraído, e
mouco à aldrava bater com alarido,
meu pensamento em si, minha alma absorta.

EM - CONEXÕES ATLÂNTICAS - ANTOLOGIA - IN-FINITA

1 comentário:

  1. Entende-se que o aparecimento dela ,é entendido como sendo absorta. Aconselho-a a não ser obsessiva, só lhe faz mal e não resulta, pelos vistos...

    ResponderEliminar