Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 9 de abril de 2017

Um deserto a surfar nos sonhos - ANA AREAL

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA
Saibam sobre o livro neste link
Conheçam a editora neste link

O deserto queria ser mar para amar,
ser amado e respeitado
em vez de estar parado.

O deserto não morreu,
mas também não tem vida como o mar,
que é um ser vivo dotado de equilíbrio,
inteligência e com vida própria de exigência.

O deserto é um ser morto.
O deserto tem sede, está cansado,
seco, sozinho e mal amado.

As ondas aqui são de areia fina
e o crowd são meia dúzia de beduínos
com os seus camelos
a fazer a travessia árida e fria,
em que o silêncio deles supera o silêncio do deserto.

O deserto queria ser surfista egoísta
ou ser surfado e amado
em vez de estar sozinho e parado.

EM - SOLSTÍCIOS E EQUINÓCIOS - COLECTIVO DE AUTORES - EDIÇÕES VIEIRA DA SILVA

Sem comentários:

Enviar um comentário