Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Infância - ISABEL ROSETE

LIVRO GENTILMENTE OFERECIDO POR CHIADO EDITORA
Saibam mais da autora neste link
Saibam mais do livro neste link
Conheçam a editora neste link

A minha Alma evade-se
Por entre as travessuras das crianças,
Ainda imaculadas,
Sem as vestes manchadas pelo pecado original.

A minha Alma chora a Infância que não teve
Em plena nostalgia, des-consolada.
Remove, no tempo ido, os risos que não riu
E não voltarão mais.

A minha Alma avista, no olhar dos infantes,
A inocência já gasta e extenuada,
A pureza originária
Que não cabe mais no coração dos Homens.

EM - FLUXOS DA MEMÓRIA - ISABEL ROSETE - CHIADO EDITORA 

2 comentários:

  1. O HABITUAL DE OUTROS TEMPOS....E,POR MAIS QUE A NOSSA ALMA CHORE,NÃO HÁ PORTA QUE SE ABRA PARA VOLTAR A VER A NOSSA JUVENTUDE...

    ResponderEliminar