Este blogue pretende ser uma montra de poemas e poetas de língua portuguesa.
NESTE MOMENTO O TOCA A ESCREVER É PATROCINADO POR ALGUMAS EDITORAS E AUTORES QUE OFERECEM LIVROS DE POESIA.

domingo, 22 de novembro de 2015

Belver - VÍTOR CINTRA

Ergueu-te Afonso Pais, Hospitalário,
Que assim mandou Dom Sancho, seu senhor,
Impondo a construção ao donatário,
No seu enorme afã povoador.

Defendes dos ataques da mourama,
Do alto desse monte, de granito,
O Tejo e toda a frente, que se chama
A linha de fronteira do conflito.

Dom Nuno, o Condestável português,
Sabendo o teu valor de posição,
Mandou fazer reforço à construção.

Mas o que qualquer guerra jamais fez
Causou o terramoto e, desses danos,
Seguiu-se o abandono tantos anos.

EM - NO CREPÚSCULO DAS AMEIAS - VÍTOR CINTRA - LUA DE MARFIM

Sem comentários:

Enviar um comentário